Toro Rosso falou à FIA sobre vídeo com manobras de Hamilton

Intenção é evitar punição à Sebastian Vettel, que perdeu 10 posições para o GP da China por bater em Webber

EFE,

04 de outubro de 2007 | 12h40

O diretor da escuderia Toro Rosso, Franz Tost, foi quem entregou à Federação Internacional de Atletismo (FIA) o vídeo que mostra a excessiva freada do inglês Lewis Hamilton, da McLaren, no Grande Prêmio do Japão. A manobra causou, ainda que indiretamente, o acidente entre o alemão Sebastian Vettel, piloto da escuderia, e o australiano Mark Webber, da Red Bull.   Tost deixou claro que sua intenção é que Vettel tenha retirada a punição de dez posições perdidas no grid de largada do Grande Prêmio da China por bater em Webber, e não que punam Hamilton.   O diretor da Toro Rosso, que viu o vídeo do acidente postado por um torcedor no site "Youtube", acha que o comportamento de Hamilton, após a entrada do safety car, não foi correta.   "No vídeo podemos ver que Hamilton freia quase até parar. Vettel não tinha nenhuma saída com Hamilton pela direita e Webber pela esquerda, e é por isso que fui aos comissários. Espero que tirem a punição de Vettel, pois é completamente injusta", completou Tost.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.