Toyota apresenta seu carro para a temporada de 2009 da F-1

Sem festa, modelo é apresentado apenas no site da escuderia, e mantém as mesmas cores dos anos anteriores

Tercio David, estadao.com.br

15 de janeiro de 2009 | 11h50

EFE

Jarno Trulli, Kamui Kobayashi (testes) e Timo Glock apresentam o carro (clique na foto e veja galeria)

SÃO PAULO -  A Toyota apresentou nesta quinta-feira o TF109, carro que será usado nesta temporada da Fórmula 1. O lançamento, ao contrário de outros tempos, foi realizado apenas pela internet (www.tf109-premiere.com). Não houve festa formal de lançamento.

O TF109 é o segundo modelo para 2009 apresentado neste ano. A Ferrari saiu na frente e mostrou o F60 na última segunda-feira.

O modelo mantém a pintura básica usada pela Toyota desde sua entrada na F-1, ou antes desta, uma vez que os carros do time sempre foram brancos, com "pinceladas" em vermelho.

No lançamento, como era de se esperar, os pilotos falaram com otimismo do novo carro. O alemão Timo Glock espera ser um frequentador assíduo do pódio em 2009. "Quero continuar marcando pontos regularmente, em todas as corridas se possível, e terminar no pódio com mais frequência."

No ano passado, Glock foi o segundo colocado no GP da Hungria e terminou o campeonato na décima posição, com 25 pontos. "Foi bom obter um segundo lugar em minha primeira temporada completa na F-1, mas agora quero ser um top 3 regular. Eu poderia me acostumar ao champanhe."

Desde 2005 na Toyota, o italiano Jarno Trulli espera conquistar finalmente sua primeira vitória na equipe. "É preciso ter fundações sólidas antes de vencer. É como construir uma casa, você não pode começar pelo teto. Conseguimos isso em 2008, portanto, espero que neste ano possamos ser um time de elite. Sei que posso apresentar os resultados se me derem um carro competitivo."

MUDANÇA

A Toyota anunciou a saída de seu chefe de engenharia, Luca Marmorini, que estava na companhia desde 1999. A empresa não deixou clara qual foi a razão da saída do italiano, mas informou que Kazuo Takeuchi assumirá o cargo, enquanto que Yoshiaki Kinoshita ficará responsável pelo desenvolvimento do carro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.