Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Toyota confirma estréia de Trulli

O desafio de Jarno Trulli ajudar a Toyota a ser uma equipe de Fórmula 1 à altura da sua importância na indústria automobilística mundial começa no GP do Japão, próximo da temporada, dia 10, em Suzuka. O time japonês oficializou nesta sexta-feira que o piloto italiano substituirá o brasileiro Ricardo Zonta, que, por sua vez, corria no lugar de Cristiano da Matta desde a etapa da Hungria. Mas Ricardo Zonta volta a ser titular no GP Brasil, último da temporada 2004, dia 24, no lugar de Olivier Panis. Dessa maneira, o francês de 38 anos, que pouco tem a ver com o perfil da maioria dos pilotos atuais, pelo fácil acesso e espontaneidade nas conversas, encerrará a carreira no Japão. A partir da prova de Interlagos, será o piloto de testes e terceiro piloto da Toyota, cargo que exercerá também em 2005."Será uma oportunidade para começarmos a estabelecer uma sólida relação com Jarno Trulli", disse Tsutomu Tomita, diretor da equipe. O conhecimento do italiano de um chassi bem mais equilibrado e veloz que o da Toyota, já que ele correu pela Renault até a etapa de Monza, vai ajudar o diretor-técnico de seu novo time, o conceituado Mike Gascoyne, a concluir o projeto do modelo da Toyota de 2005. Ralf Schumacher será o seu companheiro na próxima temporada.Era para Trulli já ter participado do GP da China, domingo passado, mas na semana anterior, no primeiro teste que fez com o TF104B da Toyota, em Silverstone, os problemas para se adaptar ao cockpit foram grandes.Esta semana ele fez três dias de testes em Jerez de la Frontera, na Espanha, e achou-se mais à vontade dentro do carro. "Agradeço ao Ricardo Zonta por me permitir começar a conhecer a Toyota", disse o italiano.Quanto à volta de Zonta no GP Brasil, parece que os japoneses se sentiriam constrangidos diante da torcida brasileira depois de dispensar Cristiano da Matta, e em seguida Zonta, para dar lugar a Trulli. O bom trabalho do curitibano de 28 anos e a necessidade de manter uma boa imagem no Brasil, onde também concorre no mercado automobilístico, levaram os japoneses a antecipar a aposentadoria de Panis.

Agencia Estado,

01 de outubro de 2004 | 10h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.