Toyota diz que alemão Timo Glock está pronto para pilotar

Piloto sofreu grave acidente no GP da Alemanha e sem lesões foi liberados pelos médicos para treinar em Jerez

Reuters

22 de julho de 2008 | 15h26

Após sofrer grave acidente nesse domingo no GP da Alemanha, o piloto Timo Glock foi liberado pelos médicos e deverá testar sua Toyota já nesta quinta-feira. A equipe japonesa está fazendo testes coletivos no circuito de Jerez, na Espanha.   O alemão de 26 anos, passou a noite de domingo em um hospital em Ludwigshafen para exames preventivos, voltando para casa na segunda-feira para mais exames médicos.   "Os testes confirmaram que Timo não sofreu lesões e contusões", disse a Toyota em nota oficial, nesta terça-feira. "Por isso, ele foi liberado para retornar aos treinos na quinta-feira antes de competir no GP da Hungria."   Glock disse que se sentia bem e que o acidente parecia ter sido mais grave na televisão do que na realidade.   "Foi um impacto muito forte e minhas costas doeram imediatamente depois que saí dos carro, mas agora está tudo bem", disse. "Fisicamente me sinto absolutamente bem, estou ansioso para voltar para o carro na quinta-feira".   A Toyota disse que uma investigação sobre o acidente, que obrigou a entrada do Safety Car no circuito de Hockenheim, constatou que a causa do acidente aconteceu na roda dianteira direita.   A equipe afirmou que não houve circunstâncias excepcionais antes do acidente, e que o fato de Glock ter aberto a curva não influenciou na ocorrência do acidente.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.