Toyota encerra boatos e anuncia que fica na Fórmula 1

Empresa diz confiar nos projetos de redução de custos que estão em estudo e que lamenta saída da rival

AE, Agencia Estado

05 de dezembro de 2008 | 15h09

A Toyota divulgou nota oficial nesta sexta-feira reiterando o seu compromisso com a Fórmula 1 e encerrando os boatos sobre uma possível retirada da categoria. A permanência da montadora japonesa foi colocada em dúvida depois que a Honda anunciou sua retirada da principal categoria do automobilismo, devido à crise econômica mundial.Veja também: Blog do Livio: mais sobre a saída da HondaMosley teme que Honda cause 'efeito dominó' na F1  Dirigente diz que Honda já tem possíveis compradoresEcclestone afirma que Fórmula 1 vai sobreviver à crise"A Toyota está compromissada com a Fórmula 1 e com a redução dos gastos na categoria. Estamos contribuindo nas atividades da Fota (Associação das Equipes), que certamente diminuirão os custos, sem afetar o espírito do esporte", disse a nota, assinada pela direção da equipe.No documento, a Toyota também lamenta o fim dos investimento da rival na categoria. "A decisão da Honda é uma pena para nós, como uma equipe japonesa. No entanto, não podemos fazer mais comentários sobre a situação, porque isso diz respeito a eles."Depois de sete temporadas na Fórmula 1, a Toyota ainda não venceu na categoria. Os melhores resultados da equipe foram obtidos em 2005. Naquele ano, a escuderia fez duas poles e cinco pódios, terminando o Mundial na quarta posição, com 88 pontos. Em 2008, os japoneses ficaram com a quinta posição entre os construtores, com 56 pontos e dois pódios. Mas o principal momento da equipe no campeonato aconteceu em Interlagos, quando o alemão Timo Glock teve papel decisivo na decisão do título de Lewis Hamilton, ao ser ultrapassado pelo inglês da McLaren na última volta do GP do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1ToyotaHondacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.