Trulli acaba com a supremacia de Schumacher

Jarno Trulli conseguiu acabar com a supremacia de Michael Schumacher na temporada 2004 da Fórmula 1. Depois de largar na pole, o piloto italiano da Renault dominou toda a corrida e ganhou o GP de Mônaco, terminando com a seqüência de 5 vitórias do alemão da Ferrari, que abandonou a prova deste domingo.A segunda colocação na prova foi do inglês Jenson Button, da BAR, e o brasileiro Rubens Barrichello, da Ferrari, completou o pódio. Os outros pilotos do País na Fórmula 1 também pontuaram. Felipe Massa levou a Sauber ao 5º lugar, enquanto Cristiano da Matta conseguiu a 6ª posição com a Toyota - a diferença entre os dois, na linha de chegada, foi de meio carro.Como sempre acontece nas apertadas ruas de Mônaco, a corrida foi cheia de acidentes e abandonos - só 9 dos 20 pilotos que largaram completaram as 77 voltas. A confusão começou com a explosão do motor da BAR do japonês Takuma Sato. Com a fumaça na pista, os carros de David Coulthar (McLaren) e Giancarlo Fisichella (Sauber) acabaram batendo.Depois foi a vez do espanhol Fernando Alonso, que perdeu o controle de sua Renault quando ultrapassava o alemão Ralf Schumacher na saída do túnel e saiu revoltado com a manobra do piloto da Williams. Michael Schumacher também bateu na saída do túnel, logo em seguida - mesmo com o safety car na pista -, abandonando a prova na volta 46.Apesar da vitória de Trulli, a primeira de sua carreira na Fórmula 1, o campeonato continua nas mãos de Schumacher. O alemão lidera com 50 pontos, seguido por Rubinho, que tem 38. Button manteve o terceiro lugar (32) e o italiano da Renault passou a ser o quarto (31) após vencer em Mônaco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.