TWS tenta superar F3000 em Interlagos

O desafio dos pilotos da Telefônica World Series (TWS), nesta sexta-feira, nas três sessões de treinos livres, é superar as marcas da Fórmula 3000 no autódromo de Interlagos. Os Dallara/Nissan/Michelin andaram mais dos que os Lola/Zytec/Avon nas pistas de Barcelona, Magny-Cours e Monza. Mas o aclive das retas dos boxes poderá dificultar a tarefa dos pilotos no autódromo paulista. As duas baterias serão disputadas domingo, às 11 horas (17 voltas) e 13h30 (25 voltas).Os motores Zytec 3.0 da Fórmula 3000 têm cerca de 480 HP, enquanto os Nissan 3.0 têm aproximadamente 415 HP. Nesta quinta-feira, o paranaense Ricardo Zonta, campeão antecipado da World Series e que já correu de F-3000, analisou: "Temo que os motores não tenham a potência suficiente para superar o tempo da F-3000 por causa das subidas. Além disso, os F-3000 também são muito velozes nas saídas de curva como as de Interlagos. Eu arriscaria a dizer que os Dallara/Nissan deverão ser um segundo mais lento." Os motores Zytec V8 também possuem mais torque do que os V6 da Nissan. Este ano, nos dias 29 e 30 de março, os F-3000 andaram pela última vez em Interlagos. O checo Tomas Enge cravou a pole com o tempo de 1m26s120. Rodrigo Sperafico venceu a prova com a média horária de 169,395 km, enquanto o francês Sebastian Bourdais fez a volta mais rápida da corrida em 1m27s323 (média de 177,643 km/h).Na segunda-feira, entretanto, quando Zonta ou Justin Wilson deverão testar um novo motor Nissan mais potente - 450 HP - o rendimento já deverá ser melhor.A volta da TWS ao Brasil em 2003 depende do apoio de patrocinadores nacionais. As corridas de Curitiba e São Paulo custam cerca de US$ 900 mil. A RPM, empresa espanhola que organiza o evento, bancou os custos. Os ingressos para domingo poderão ser obtidos, de graça, até sábado, nos postos de venda da Telefônica da Grande São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.