Valdrin Xhemaj/EFE
Valdrin Xhemaj/EFE

Último no grid do GP da Bélgica, Badoer admite dificuldades

Italiano da Ferrari lamenta a falta de testes particulares em 2009 e espera uma corrida melhor que a de Valência

EFE

29 de agosto de 2009 | 16h02

SPA- Luca Badoer, que substitui Felipe Massa na Ferrari, disse neste sábado no circuito belga de Spa-Francorchamps que deu "outro passo adiante" na integração ao carro, mas reconheceu que "não é suficiente". Último colocado no treino classificatório para o Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1, o italiano admitiu que está tendo dificuldades em "manter um ritmo constante e chegar ao limite do carro".

Veja também:

linkFisichella é pole, com Barrichello em 4.º

linkBarrichello é o mais leve no grid da Bélgica

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

Já na primeira parte da sessão, o Q1, o italiano fez o pior tempo e ficou a quase 0s6 do piloto à sua frente, o francês Romain Grosjean, da Renault. Na semana passada, no GP da Europa, o substituto de Massa também largou no fundo do grid.

"Não estou contente, porque tinha esperanças de passar para o Q2, mas, infelizmente, em parte devido ao tráfego e em outra devido a pequenos problemas, não pude conseguir uma volta perfeita", disse Badoer.

"Tenho certeza de que farei amanhã [domingo] uma corrida melhor do que a de Valência (foi o 17º colocado). Vou tentar dar o melhor de mim", disse Badoer, depois de lamentar a falta de testes privados em 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariLuca Badoer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.