Oliver Multhaup/ EFE
Oliver Multhaup/ EFE

Único a ser campeão na F-1 e na elite das motos, John Surtees morre aos 83 anos

Confirmação veio por meio de um informe da família do ex-piloto

O Estado de S.Paulo

10 de março de 2017 | 15h14

Único piloto da história a sagrar-se campeão nos Mundiais de Fórmula 1 e da elite da motovelocidade, o lendário John Surtees morreu aos 83 anos nesta sexta-feira. A confirmação veio por meio de um informe divulgado por sua família.

"É com profunda tristeza que informamos a morte de nosso marido e pai, John Surtees", informa o comunicado. "Nós estamos em luto por uma perda incrível como esta, de um homem gentil e amável, bem como celebramos sua vida incrível. Ele foi um exemplo de alguém que sempre se doou ao máximo e que continuou lutando até o fim."

Surtees foi internado em fevereiro no hospital St. Georges, em Londres, com um problema respiratório. E, depois de permanecer algumas semana na UTI, ele morreu "tranquilamente" nesta sexta-feira, segundo acrescentou o comunicado. "John era um marido adorável, pai, irmão e amigo. Ele também foi um dos grandes do esporte a motor."

Em seu início de carreira na motovelocidade, Surtees teve um desempenho espantoso: conquistou quatro títulos, entre 1956 e 1960, pela MV Agusta. Já em 1960, ele recebeu convite da Lotus e se transferiu para a Fórmula 1.

Em 1963, por sua vez, Surtees mudou para a Ferrari e lá conquistou o campeonato de 1964, ano em que disputou o título com Graham Hill e Jim Clark. Venceu, ainda, seis corridas em seus 12 anos na categoria e lançou a sua própria equipe, a Surtees Racing, que permaneceu na ativa entre 1970 e 1978. Um dos pilotos da escuderia foi o brasileiro Carlos Pace.

Se o automobilismo trouxe parte de suas glórias, foi ele também que ocasionou a pior tragédia de sua vida: em 2009, seu filho morreu após sofrer um acidente durante uma etapa da Fórmula 2. Henry Surtees tinha apenas 18 anos.

Após a morte do filho, Surtees e sua família lançaram a Fundação Henry Surtees, que tem como objetivo auxiliar pessoas com danos cerebrais ou físicos. Ele deixa sua esposa, Jane, e suas filhas Leonora e Edwina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.