Valentino Rossi pagará R$ 90 milhões à Fazenda Italiana

Desta forma, piloto italiano da MotoGP coloca um ponto final a um possível caso de evasão fiscal

Efe,

12 de fevereiro de 2008 | 11h35

O piloto italiano Valentino Rossi pagará cerca de 35 milhões de euros (R$ 90 milhões) à Agência Tributária Italiana, com os quais coloca um fim a um possível caso de evasão fiscal. Dos 35 milhões de euros, cerca de 19 milhões correspondem ao período que vai de 2001 a 2004, aos quais se juntam o valor relativo ao biênio de 2005 a 2006 e que se estima ser de cerca de 16 milhões de euros. A assinatura do acordo, que sela a "paz" entre a Fazenda italiana e Rossi, aconteceu nesta terça-feira no escritório da promotoria de Pésaro diante de cerca de uma centena de representantes da imprensa. Rossi estava sendo alvo de uma investigação fiscal desde o último agosto, pois havia a suspeita de que não tinha declarado à Fazenda cerca de 60 milhões de euros durante os anos 2000 e 2004. O piloto se defendeu afirmando que sua residência principal ficava em Londres, onde declarou apenas os valores recebidos em território britânico. Na Itália só tinha declarado uma parte de seus emolumentos, mas não os relativos a seus contratos de imagem e publicidade. "Estou muito feliz com a forma como este difícil assunto foi resolvido, pois agora poderei ficar mais sereno e concentrado em meu trabalho de piloto", declarou Rossi. "Por uma série de razões já havia decidido voltar a viver na Itália. Londres é uma cidade muito interessante, mas precisava passar mais tempo com minha família e amigos. Não podia voltar a ter problemas com o fisco italiano, não podia nem sequer me permitir um longo litígio", declarou o piloto italiano. Além disso, Rossi disse que chegar a um acordo com a Fazenda italiana lhe permitirá "chegar mais preparado e tranqüilo ao início do mundial".

Tudo o que sabemos sobre:
Valentino RossiMotoGP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.