Jon Nazca/Reuters
Jon Nazca/Reuters

Valtteri Bottas elege pole na Espanha como a melhor de sua carreira na Fórmula 1

'Foi um grande treino qualificatório, um dos meus melhores na carreira, talvez o melhor', comemorou o finlandês

Redação, Estadão Conteúdo

11 de maio de 2019 | 14h02

Pela terceira corrida consecutiva na temporada da Fórmula 1, Valtteri Bottas conseguiu a pole e vai largar na frente no GP da Espanha que acontece neste domingo, no circuito de Montmeló, em Barcelona. Após a sessão de treinos, que contou com o recorde de volta mais rápida da pista, o finlandês considerou o desempenho no treino classificatório como o melhor em sua carreira.

"Foi um grande treino qualificatório, um dos meus melhores na carreira, talvez o melhor", comemorou Bottas. "É uma sensação ótima quando você faz uma volta tão boa quanto aquela, o carro estava maravilhoso e senti que podia confiar cem por cento nele", continuou o piloto, que terminou na frente do seu companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton.

O finlandês vive ótima fase e tem conseguido rivalizar de igual para igual com seu companheiro de Mercedes Lewis Hamilton. No momento, Bottas lidera o Mundial de Pilotos e ostenta três poles em cinco corridas nesta temporada.

Hamilton começou o Q3 na vantagem com uma volta de 1min16s040, recorde da pista que logo foi superado por Bottas, que marcou 1min15s406. O finlandês destacou a sensação de adrenalina que esse tipo de volta dá em um piloto."O terceiro treino livre foi difícil porque eu rodei, mas eu esqueci isso e segui em frente. A temporada começou bem. Sinto-me cada vez melhor no carro, então fico ansioso por amanhã", destacou.

Bottas elogiou o trabalho da equipe da Mercedes ao conseguir com que seus dois pilotos fizessem dobradinha no grid de largada. "Estamos fazendo um bom trabalho como uma equipe com o direção que estamos levando os ajustes no carro para achar uma melhor performance", comentou. "Acho que estamos todos impressionados."

Já Hamilton lamentou não ter conseguido a pole no circuito, mas enalteceu o desempenho do seu companheiro de equipe. "Obviamente eu não fui capaz de elevar a performance do carro ao seu máximo, então vou continuar trabalhando nisso", disse o inglês. "Valtteri simplesmente foi mais rápido hoje e mereceu a pole."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.