Nacho Doce/ Reuters
Nacho Doce/ Reuters

Verstappen alfineta últimas conquistas de Hamilton: 'Não teve de lutar por títulos'

Líder do campeonato, piloto holandês projeta briga com heptacampeão por título em 2021

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2021 | 18h34

A intensa disputa por vitórias na temporada 2021 da Fórmula 1 tem mexido com o humor dos principais pilotos da categoria. Antes do GP de Mônaco, Max Verstappen e Lewis Hamilton trocaram farpas. Passado o fim de semana, o holandês se inseriu de vez na luta pelo título e assumiu a ponta do campeonato ao ficar no lugar mais alto do pódio. Dessa vez, o piloto da Red Bull fez críticas à falta de competitividade na disputa pelo troféu de campeão mundial nos últimos anos, em que apenas o britânico predominou.

"Hamilton também nunca teve de lutar por um título nos últimos anos. Com Sebastian Vettel (então piloto da Ferrari) não foi realmente uma luta pelo título. De qualquer forma, todo mundo pode dizer o que quiser. Sei que preciso ser rápido e estou esperando por essa chance de lutar pelo título. Como equipe, temos de manter a Mercedes pressionada se queremos que eles errem”, afirmou o líder do campeonato.

Heptacampeão, tendo conquistado os quatro últimos de maneira consecutiva, Lewis Hamilton não tem tido rivais à altura. Em 2018, Sebastian Vettel até ofereceu certa resistência na primeira metade da temporada. Contudo, na reta final, viu o britânico abrir enorme vantagem. Nico Rosberg foi o último campeão antes da sequência de títulos de Hamilton. Em 2016, o alemão conseguiu superar seu companheiro de equipe.

“Lewis quase sempre bateu o companheiro de equipe e é por isso que concordo que ele é um dos melhores pilotos da história da Fórmula 1. Mas a Mercedes tem sido tão dominante nos últimos anos que ele não teve outros rivais que não o companheiro de equipe. Espero que esta seja uma daquelas raras temporadas em que a batalha pelo título dura até o final do ano. Podemos conquistar o título com a Red Bull. E é por isso que eu corro”, explicou Verstappen.

A frase do holandês pode soar ainda pior aos ouvidos de Valtteri Bottas. O finlandês está em sua quinta temporada na Mercedes e sequer preocupou Hamilton na luta pelo título. Foi vice-campeão nas últimas duas temporadas, marcando 87 e 124 pontos a menos que o companheiro de equipe, respectivamente. Especula-se fortemente no paddock que o cockpit de Bottas ficará vago em 2022. George Russell, da Williams, é favorito a assumir o posto. 

Fato consolidado é que a Mercedes tem risco, pela primeira vez nos últimos anos, de perder o título. A escuderia ganhou os últimos sete troféus de construtores. Neste momento, a equipe é a segunda colocada, atrás da Red Bull. A diferença, no entanto, é de somente um ponto (149 a 148). Os austríacos confiam na dupla Max Verstappen e Sergio Pérez para buscar o quinto título.

"Até agora, temos sido uma equipe que comete poucos erros e é por isso que agora estamos no topo do campeonato. Aprendi a conquistar o segundo e o terceiro lugares quando não tenho carro para vencer. O instinto sempre te diz para tentar vencer, o que te faria correr riscos muito grandes”, finalizou Verstappen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.