(Giuseppe Cacace/AFP)
(Giuseppe Cacace/AFP)

Verstappen explica problemas com carro na F-1 e lamenta desfecho 'doloroso’ no Bahrein

Atual campeão mundial se queixa de problemas de combustível e no equilíbrio do carro da Red Bull

Redação, Estadão Conteúdo

20 de março de 2022 | 16h31

Max Verstappen estreou na temporada 2022 da Fórmula 1 sem pontuar, após viver um desfecho doloroso nas voltas finais do GP do Bahrein, encerrado neste domingo com uma dobradinha ferrarista de Charles Leclerc e Carlos Sainz. O atual campeão abandonou a prova logo depois de perder a segunda colocação para Sainz, por causa de falhas apresentadas pelo seu carro. A Red Bull ainda não identificou o problema exato, mas o holandês tentou explicar o que ocorreu.

Verstappen revelou que, antes da ultrapassagem, já enfrentava problemas no veículo. "Primeiro, o equilíbrio estava desligado, não tive a mesma sensação de sexta-feira nos trechos longos", explicou. "De repente, minha direção, não sei o que aconteceu, estava completamente travada. Quanto mais rápido, menos conseguia dirigir, então não foi fácil, na relargada, me defender de Carlos (Sainz) ", completou.

A relargada citada pelo campeão foi necessária porque o carro de Pierre Gasly teve um princípio de incêndio. Quando o safety car deixou a pista, até que Verstappen se saiu bem na proteção, diante de muita agressividade de Sainz. A três voltas do fim, contudo, a Red Bull do holandês começou a perder velocidade e logo foi ultrapassada pela Ferrari do espanhol.

"Você pensa: ‘tudo bem, com todos esses problemas que eu tive hoje, segundo seria um bom resultado. Então, de repente eu tive que abandonar, tudo simplesmente desligou. Parecia um problema de combustível, não havia combustível chegando ao motor. É muito doloroso para a equipe que os dois carros tenham se retirado, precisamos analisar tudo", contou.

Como disse Verstappen, a Red Bull terminou com o abandono dos dois pilotos e, portanto, sem pontuar. Isso porque Sergio Pérez rodou na pista na volta final e foi ultrapassado por Lewis Hamilton, que ficou com o terceiro lugar. Segundo o mexicano, seu carro também teve problemas. "Fui muito infeliz. Perdi o motor, não havia nada que eu pudesse fazer. Parece muito similar ao problema que Max teve", afirmou Pérez.

Chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner confirmou que trabalha com a possibilidade de que Verstappen e Pérez tenham sofrido com as mesmas falhas. "Parece um problema semelhante em ambos os carros. Ainda não sabemos o que é, mas temos que entender exatamente o que causou isso", explicou.

O pesadelo vivido pela Red Bull foi um presente para Hamilton, que, após os treinos do sábado, chegou a dizer que a Mercedes não estava no mesmo nível que os principais rivais. O desfecho surpreendeu o heptacampeão, que terminaria em quarto se Pérez não tivesse rodado.

"É claro, foi uma infelicidade para os outros dois pilotos, mas fizemos o melhor que poderíamos, e somos muito gratos por esses pontos", disse Hamilton. "Foi um final de semana muito difícil, tivemos muitos problemas e esse foi o melhor resultado que pudemos alcançar. A equipe está trabalhando muito duro na fábrica, não é simples melhorar, mas eles estão trabalhando muito duro para isso", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.