REUTERS/Eric Gaillard
REUTERS/Eric Gaillard

Verstappen faz o melhor tempo no 3º treino livre do GP da França de F-1 e quebra domínio da Ferrari

Atual campeão anota tempo de 1min32s272; Sainz é segundo com 1min32s626 e Leclerc é terceiro com 1min32s909

Redação, Estadão Conteúdo

23 de julho de 2022 | 09h41

Em uma disputa acirrada entre Max Verstappen e os dois pilotos da Ferrari, a Red Bull conseguiu emplacar o melhor tempo do terceiro treino livre antes da sessão oficial que vai definir o grid de largada para o Grande Prêmio da França. Max Verstappen ficou com o melhor tempo após uma briga que teve várias alternâncias no primeiro posto. O holandês fez 1min32s272.

Charles Leclerc e Carlos Sainz também trabalharam forte no treino desta manhã. O monegasco, no entanto, acabou superado por seu companheiro de equipe. O piloto espanhol terminou o treino livre com 1min32s626 enquanto Leclerc ficou em terceiro com 1min32s909.

A novidade foi a presença de Lewis Hamilton no quarto posto. Ele acabou se colocando à frente da Red Bull de Sergio Perez, que terminou o treino livre na quinta colocação. O treino classificatório está previsto para começar às 11h (horário de Brasília) e terá transmissão da TV Bandeirantes.

Após o amplo domínio das Ferrari nos primeiros treinos livres, os carros da Red Bull foram logo para a pista a fim de mostrar serviço. O mexicano Sergio Perez anotou a volta mais rápida nos cinco minutos iniciais com 1min33s628. Max Verstappen também pisou fundo, teve um bom rendimento com seu carro, e superou o colega de equipe em 0s7.

As escuderias utilizaram os três compostos de pneus na sessão. Na pista, as Ferraris de Charles Leclerc e Carlos Sainz também entraram em ação. O espanhol cravou o segundo tempo do treino até então se colocando entre Verstappen e Perez. A estratégia da equipe dos carros vermelhos foi testar os diversos compostos de pneus. Leclerc, que rodou na curva 11, chegou a ficar com o oitavo tempo durante a sessão.

A partir da segunda metade do treino livre, a disputa ganhou em intensidade. A Mercedes, por exemplo, melhorou o seu desempenho. Lewis Hamilton ficou a 0s4 de Verstappen e chegou a obter o terceiro melhor tempo. O monegasco da Ferrari deu a resposta em seguida. Utilizando jogo de pneus macios, como a maioria dos pilotos, ele ficou na cola do piloto holandês da Red Bull, a 0s1 de diferença. Faltando pouco mais de dez minutos, a classificação apontava para Verstappen e Leclerc com os dois melhores tempos, seguidos de Sainz, Hamilton e Perez entre os cinco primeiros.

Já na parte final, a Ferrari e a Red Bull acirraram a briga. Sainz assumiu a ponta com 1min32s626. Verstappen não deixou barato e, em sua primeira volta com pneus macios, abriu 0s3 de vantagem cravando 1min32s272 garantindo o melhor tempo ao final da atividade no circuito francês.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoMax VerstappenFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.