Christian Bruna / EFE
Christian Bruna / EFE

Verstappen lidera primeiro treino livre do GP da Áustria; Hamilton é apenas o sétimo

Holandês da Red Bull crava 1min05s143 na melhor das 37 voltas que deu no circuito em Spielberg

Redação, Estadão Conteúdo

02 de julho de 2021 | 08h36

Uma semana depois de dominar e vencer com tranquilidade o GP da Estíria, o holandês Max Verstappen começou as atividades de pista do GP da Áustria, no mesmo circuito Red Bull Ring, em Spielberg, comandando as ações. Nesta sexta-feira, o piloto da Red Bull, líder do Mundial, foi o mais rápido na primeira sessão de treinos livres da nona etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. Seu tempo, na melhor das 37 voltas que deu, foi de 1min05s143.

Segundo colocado no GP da Estíria e vice-líder do Mundial de Pilotos - tem 138 pontos, contra 156 de Verstappen -, o britânico Lewis Hamilton não teve um bom desempenho e ficou apenas com a sétima colocação com o tempo de 1min05s709. Seu companheiro de Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas, foi melhor ao ficar em quarto lugar com 1min05s445.

Entre os carros de Verstappen e de Bottas ficaram os dois da Ferrari, que mostraram bom rendimento e surpreenderam nesta primeira sessão de treinos livres. O monegasco Charles Leclerc foi o segundo colocado, com 1min05s409, e o espanhol Carlos Sainz Jr. terminou em terceiro lugar, com 1min05s431.

O japonês Yuki Tsunoda foi outra grata surpresa ao fechar os trabalhos em quinto com a AlphaTauri, enquanto que o veterano finlandês Kimi Raikkonen também andou bem com a Alfa Romeo e concluiu a atividade na sexta posição. Atrás de Hamilton apareceram o mexicano Sergio Pérez, com o segundo carro da Red Bull, em oitavo lugar, o francês Pierre Gasly, da AlphaTauri, em nono, e o britânico Lando Norris, da McLaren, em 10.º.

O fim de semana na Áustria, que é o primeiro com casa cheia desde o início da pandemia do novo coronavírus - há a expectativa para a corrida no domingo de mais de 100 mil pessoas -, começou com novidades na pista: o chinês Guanyu Zhou, líder da Fórmula 2 na temporada 2021, assumiu o lugar do espanhol Fernando Alonso no carro da Alpine, o britânico Callum Ilott, vice-campeão da F2 no ano passado, substituiu o italiano Antonio Giovinazzi na Alfa Romeo e o israelense Roy Nissany voltou ao cockpit da Williams, novamente no lugar do também britânico George Russell.

Assim como aconteceu desde o início do fim de semana do GP da Estíria, o começo dos trabalhos da etapa da Áustria teve uma série de tempos deletados em razão dos limites de pista. Hamilton, por exemplo, foi um dos pilotos que chegou a ter seu tempo apagado por conta da infração.

A Fórmula 1 volta a acelerar no circuito Red Bull Ring ainda nesta sexta-feira, a partir de 10 horas (de Brasília), com a segunda sessão de treinos livres.

Tudo o que sabemos sobre:
Max VerstappenFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.