Andrej Isakovic / AP
Andrej Isakovic / AP

Verstappen se irrita por deixar escapar mais uma pole na Fórmula 1: 'É a vida'

Piloto da Red Bull perdeu chance de largar em primeiro por conta de acidente de Leclerc no final do treino

Redação, Estadão Conteúdo

22 de maio de 2021 | 18h21

Desde a pole position na primeira corrida do ano e a conquista em Ímola, na Itália, o piloto Max Verstappen, da Red Bull, vem tirando "finas" do primeiro lugar nos treinos classificatórios, deixando escapar, mais uma vez, neste sábado, a chance de largar na frente - desta vez no GP de Mônaco.

O holandês de 23 anos se irritou porque teria mais uma chance de bater o tempo de Charles Lecrerc, da Ferrari, não fosse o acionamento da bandeira vermelha por causa, justamente, de um acidente envolvendo o monegasco, a poucos segundos do fim da última oportunidade de classificação.

Dentro do carro, via rádio, em comunicação com a sua equipe, Verstappen demonstrou profundo descontentamento com o acidente, proferindo palavras de baixo calão. Mesmo assim, ficou com o segundo lugar.

Depois, de forma mais calma, baixou o tom. "Claro, estou desapontado por não ter essa chance de pole, mas isso é a vida. Às vezes você não consegue. Está tudo bem", disse o piloto da Red Bull.

"Estava a um décimo e meio de distância ao entrar no túnel e sabia na volta anterior que cometi um erro na curva 10 ou 11, onde perdi mais de um décimo, então sabia que a pole position ainda era possível. Normalmente teria havido uma melhoria. Mas isso é 'teria, poderia, deveria ter'. Eu realmente não me importo com isso. O fato é que houve uma bandeira vermelha, é o que é", lamentou Verstappen.

Considerado um dos pilotos cotados para tirar o octacampeonato de Lewis Hamilton, o holandês largará na segunda posição em Mônaco, mas tem boas chances de recuperar os pontos e encostar no rival da Mercedes, que está 14 pontos à frente na classificação geral da Fórmula 1. Hamilton sairá na sétima posição na largada da corrida, a quinta etapa do calendário de 2021.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.