Vettel crava 10.ª pole do ano em Monza e Senna larga entre os dez no GP da Itália

Alemão deixa McLarens em 2.º e 3º, com Hamilton e Button; Massa é 6.°; e Barrichello, 13.º

AE, Agência Estado

10 de setembro de 2011 | 10h23

MONZA - O alemão Sebastian Vettel quebrou a série negativa da Red Bull no circuito de Monza neste sábado ao cravar sua 10.ª pole position na temporada da Fórmula 1. O líder do campeonato terá a companhia de Lewis Hamilton e Jenson Button, ambos da McLaren, no grid de largada do GP da Itália. Bruno Senna novamente teve boa atuação com a Lotus Renault e conquistou o décimo lugar. Felipe Massa, da Ferrari, sairá em sexto e Rubens Barrichello, da Willams, em 13.º.

Com o resultado, Vettel encerrou jejum de bons resultados da sua equipe na etapa italiana. A Red Bull nunca conseguiu largar na primeira fila em Monza. Em seis corridas disputadas, desde a estreia na etapa em 2005, a Red Bull não superou o terceiro lugar de Mark Webber em 2008. Domingo, Vettel buscará a primeira vitória da escuderia na pista italiana.

Para tanto, o atual campeão deu o primeiro passo neste sábado ao fazer o tempo de 1min22s275, desbancando os rivais da McLaren, considerados os favoritos em Monza pelos próprios pilotos da Red Bull. Melhor do dia na sexta-feira, Hamilton chegou a liderar a primeira sessão do treino, mas ficou para trás no Q2 e no Q3.

Grande esperança da fanática torcida italiana, Fernando Alonso levou a Ferrari ao quarto posto na largada. Massa garantiu o sexto lugar, depois de um desempenho discreto nas três sessões do treino.

Bruno Senna, por sua vez, voltou a surpreender neste sábado ao avançar novamente à última sessão do treino, na briga pela pole. Ele já havia alcançado o sétimo lugar no grid da Bélgica, há duas semanas, em sua estreia pela equipe Lotus Renault.

O brasileiro, sobrinho de Ayrton Senna, entrou na disputa somente nos instantes finais da segunda sessão do treino, por uma diferença de apenas seis milésimos. Desta vez, porém, Senna optou por não entrar na pista na terceira sessão e ficou com o décimo lugar.

Rubens Barrichello oscilou no início e quase foi eliminado na primeira parte do trabalho. Só escapou do corte ao fazer uma boa volta no final. Contudo, não conseguiu acompanhar o ritmo dos demais na segunda sessão e, com o 13º tempo, ficou fora da briga pelas primeiras colocações do grid.

A corrida em Monza, última etapa da Europa nesta temporada, será disputada a partir das 9 horas deste domingo (horário de Brasília).

Confira o grid para o GP da Itália:

1.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min22s275

2.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1min22s725

3.º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min22s777

4.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min22s841

5.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min22s972

6.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min23s188

7.º - Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault), 1min23s530

8.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 1min23s777

9.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min24s477

10.º - Bruno Senna (BRA/Lotus Renault), sem tempo

11.º - Paul di Resta (ESC/Force India), 1min24s163

12.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min24s209

13.º - Rubens Barrichello (BRA/Williams), 1min24s648

14.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams), 1min24s726

15.º - Sergio Pérez (MEX/Sauber), 1min24s845

16.º - Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 1min24s932

17.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), 1min25s065

18.º - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), 1min25s334

19.º - Jarno Trulli (ITA/Lotus), 1min26s647

20.º - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), 1min27s184

21.º - Timo Glock (ALE/Virgin), 1min27s591

22.º - Jérôme d''Ambrosio (BEL/Virgin), 1min27s609

23.º - Daniel Ricciardo (AUS/Hispania), 1min28s054

24.º - Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania), 1min28s231

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.