Brandon Malone/Reuters
Brandon Malone/Reuters

Vettel crava pole e Massa largará em 4.º no GP da Austrália de Fórmula 1

Mark Webber larga em segundo, seguido por Lewis Hamilton e pelo brasileiro da Ferrari

AE, Agência Estado

16 de março de 2013 | 22h21

MELBOURNE - Atual tricampeão mundial, Sebastian Vettel irá iniciar a temporada de 2013 da Fórmula 1 onde está mais acostumado a ficar: no topo do grid. O piloto alemão da Red Bull cravou a pole do GP da Austrália, em treino de classificação encerrado apenas na noite deste sábado, já no domingo no horário em Melbourne, depois de uma tempestade ter adiado o término da sessão qualificatória, encerrada muitas horas depois do inicialmente previsto.

A corrida será disputada às 3 horas (de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo pela TV Globo, e a previsão é de que a chuva volte a atrapalhar a vida dos pilotos no circuito de Albert Park.

Antes disso, porém, Vettel voltou a comprovar o seu favoritismo ao cravar 1min27s407 na terceira e última parte do treino de classificação, o Q3, para assegurar a pole. Já a segunda posição ficou com o seu companheiro de Red Bull, o australiano Mark Webber, que marcou 1min27s827 para largar na primeira fila em seu país.

Já a terceira posição do grid foi conquistada pelo inglês Lewis Hamilton, estreante pela Mercedes, pela qual já começa a mostrar força após deixar a McLaren no ano passado. Ele marcou 1min28s087 e ficou logo à frente de Felipe Massa, que levou a melhor sobre o companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, no primeiro treino de classificação da temporada. No finalzinho do Q3, o brasileiro cronometrou 1min28s490 e superou por apenas três milésimos de segundo o tempo do espanhol.

Massa, por sua vez, acabou conseguindo um grande treino de recuperação, depois de ter sofrido um forte acidente já no Q1, quando bateu na barreira de pneus na curva 12 e chegou a perder o bico do seu carro.

O alemão Nico Rosberg, da Mercedes, o finlandês Kimi Raikkonen e o francês Romain Grosjean, ambos da Lotus, o escocês Paul di Resta, da Force India, e o inglês Jenson Button, da McLaren, completaram, nesta ordem, o grupo dos dez mais bem colocados do grid.

O treino de classificação foi reiniciado em sua segunda parte neste sábado, ainda com o asfalto molhado pela chuva que continuou a cair, mas desta vez em menor intensidade. E, neste Q2, Nico Hulkenberg, da Sauber, Adrian Sutil, da Force India, Jean-Eric Vergne e Daniel Ricciardo, ambos da Toro Rosso, Sergio Pérez, da McLaren, e Valtteri Bottas, da Williams, foram eliminados e não passaram para o Q3, para o qual Massa avançou com o quinto melhor tempo e Rosberg foi o líder.

Na hora da decisão das posições, porém, o alemão da Mercedes despencou para o sexto lugar e Vettel voltou a exibir a habitual forma em classificações para ficar no topo do grid.

Confira o grid de largada do GP da Austrália:

1.º Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min27s407

2.º Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min27s827

3.º Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min28s087

4.º Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min28s490

5.º Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min28s493

6.º Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min28s523

7.º Kimi Raikkonen (FIN/Lotus), 1min28s738

8.º Romain Grosjean (FRA/Lotus), 1min29s013

9.º Paul Di Resta (ESC/Force India), 1min29s305

10.º Jenson Button (ING/McLaren), 1min30s357

--------------------------------------------------

11.º Nico Hulkenberg (ALE/Sauber), 1min38s067

12.º Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min38s134

13.º Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), 1min38s778

14.º Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), 1min39s042

15.º Sergio Pérez (MEX/McLaren), 1min39s900

16.º Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min40s290

---------------------------------------------------

17.º Pastor Maldonado (VEN/Williams), 1min47s614

18.º Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), 1min47s776

19.º Jules Bianchi (FRA/Marussia), 1min48s147

20.º Max Chilton (ING/Marussia), 1min48s909

21.º Giedo van der Garde (HOL/Caterham), 1min49s519

22.º Charles Pic (FRA/Caterham), 1min50s626

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.