Max Rossi/ Reuters
Max Rossi/ Reuters

Vettel diz que não está 'tão estressado' após perder a liderança para Hamilton

Alemão vê rival britânico vencer o GP da Itália e abrir vantagem de três pontos

Estadao Conteudo

03 de setembro de 2017 | 13h30

Terceiro colocado no GP da Itália de Fórmula 1, disputado no circuito de Monza, neste domingo, o alemão Sebastian Vettel perdeu a liderança da temporada para o vencedor da corrida, o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes.

Três pontos atrás do rival, contudo, o piloto da Ferrari reconheceu que é sempre melhor liderar, mas garantiu que não está tão estressado. "Se você não está 100% confiante, pode perder a fé facilmente. Não estou tão estressado e sigo ansioso para as próximas corridas", comentou. "É óbvio que é melhor liderar, mas o mais importante é liderar depois da última corrida. O resto, ninguém lembra."

Vettel reconheceu também a superioridade da Mercedes no GP da Itália. "Está claro que eles foram mais rápidos do que nós hoje (domingo). Mas, apesar disso, e embora eu não esteja feliz, é preciso aceitar o resultado. Fizemos o que era possível, e é disso que se trata."

A esperança do alemão é de que a Ferrari possa melhorar para o GP de Cingapura, em 17 de setembro. "Temos algumas respostas", garantiu. "Sei que esta equipe ainda tem muito para dar. Precisamos melhorar, sem dúvida, a Mercedes ainda está muito forte e um pouco à frente no momento. Mas ainda não é o fim da temporada", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Ferrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.