Marcelo Sayão/EFE
Marcelo Sayão/EFE

Vettel e Alonso adotam cautela e respeito mútuo

O espanhol precisa vencer a corrida e torcer para que o piloto da Red Bull não passe do quinto lugar

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

22 de novembro de 2012 | 13h01

SÃO PAULO - Dois candidatos ao título da temporada 2012 da Fórmula 1, Sebastian Vettel e Fernando Alonso abriram o fim de semana do GP do Brasil em tom cauteloso. Mesmo o piloto alemão, com 13 pontos de vantagem sobre o espanhol, adotou um discurso cuidadoso, em respeito ao rival da Ferrari.

"Estamos em grande posição. Mas vamos nos concentrar em dar um passo de cada vez", declarou o piloto da Red Bull, nesta quinta-feira, na entrevista coletiva que abriu o fim de semana. "Sabemos que no esporte tudo pode acontecer. Temos que cuidar do nosso trabalho. Vamos encarar como mais uma etapa, sem pensar no título".

Em sintonia com o rival da Red Bull, Alonso exibiu a mesma postura humilde, mas não sem jogar a pressão do favoritismo para Vettel. "Vamos encarar como um fim de semana normal. O primeiro objetivo é chegar ao pódio", declarou o espanhol, que precisa vencer a corrida e torcer para que o alemão não passe do quinto lugar para poder levar o troféu da temporada.

Sem mostrar a mesma confiança das etapas anteriores, Alonso quer evitar expectativas sobre suas chances. Ele afirmou que só vai começar a pensar no título se conseguir ficar à frente de Vettel durante a corrida. "Não há muito mais a fazer", afirmou, em tom resignado.

Enquanto o espanhol se esquivava das perguntas sobre suas chances de título, Vettel apresentava maior confiança em seu desempenho. "Historicamente, costumamos ser bem rápidos aqui (em Interlagos). Muitas coisas acontecem por aqui e, por isso, sei que temos que ser precisos nos momentos certos", declarou.

Vettel venceu no Brasil em 2010 e foi segundo colocado no ano passado, atrás apenas do companheiro de equipe Mark Webber. Nesta temporada, o piloto alemão garante o tricampeonato com o quarto lugar na corrida de domingo, independentemente do resultado de Alonso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.