Greg Baker/AFP
Greg Baker/AFP

Vettel é o mais rápido em último treino do GP da China

Alemão foi seguido pelo companheiro Kimi Raikkonen e por Valterri Bottas, da Mercedes

O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2017 | 03h48

XANGAI - O piloto alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, foi neste sábado, 8, o mais rápido na terceira sessão de treinos livres do Grande Prêmio da China, a segunda etapa do Mundial de Fórmula 1.

O ganhador da primeira prova do Mundial há duas semanas na Austrália e quatro vezes campeão mundial conseguiu marcar um tempo de 1min33s336. A sessão transcorreu com normalidade depois dos problemas metereológicos dos treinamentos de ontem, nos quais os carros quase não puderam correr por conta da neblina. 

O segundo melhor tempo foi do finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, com 1min33s389, seguido por Valtteri Bottas, da Mercedes, com 1min33s707. O inglês Lewis Hamilton, também da Mercedes, ficou com o quarto melhor tempo, com 1min33s879.

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, ficou em 5º, com 1min34s773. 

Confira a classificação do último treino: 

1.- Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) 1min33s336.

2.- Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) 1min33s389.

3.- Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) 1min33s707.

4.- Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 1min33s879.

5.- Felipe Massa (BRA/Williams) 1min34s77.

6.- Max Verstappen (HOL/Red Bull) 1min34s946.

7.- Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) 1min35s092.

8.- Lance Stroll (CAN//Williams) 1min35s182.

9.- Jolyon Palmer (GBR/Renault) 1min35s192.

10.- Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso) 1min35s223.

11.- Nico Hulkenberg (ALE/Renault) 1min35s449.

12.- Kevin Magnussen (DIN/Haas) 1min35s521.

13.- Sergio Pérez (MEX/Force India) 1min35s626.

14.- Romain Grosjean (FRA/Haas) 1min35s680.

15.- Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) 1min35s804.

16.- Esteban Ocon (FRA/Force India) 1min35s811.

17.- Fernando Alonso (ESP/McLaren) 1min35s912.

18.- Marcus Ericsson (SUE/Sauber) 1min36s063.

19.- Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren) 1min36s221.

20.- Antonio Giovinazzi (ITA/Sauber) 1min36s705. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.