Andrew Brownbill/AP
Andrew Brownbill/AP

Vettel é pole na Austrália, em dobradinha da Red Bull

Alemão larga novamente em primeiro, à frente de Webber; Massa é quinto e Barrichello o oitavo

MILTON PAZZI JR., estadão.com.br

27 de março de 2010 | 04h16

Sebastian Vettel é quem larga na pole position do GP da Austrália de Fórmula 1, neste domingo, às 3 horas (de Brasília). O alemão da Red Bull fez o melhor tempo do treino (1min23s919) pela segunda vez na temporada, na segunda prova do ano, tendo ao lado o companheiro e ídolo local Mark Webber (1min24s035).

Veja também:

linkBarrichello, satisfeito, confia em resultado positivo

linkMassa não consegue encontrar acerto ideal da Ferrari

linkFuro em tubo de plástico no motor prejudica Bruno Senna

linkDi Grassi admite excesso de confiança para erro da Virgin

link Vettel prevê corrida complicada na Austrália

Os carros da equipe austríaca superaram especialmente a Ferrari, de Fernando Alonso, que larga em terceiro lugar (1min24s111), e a McLaren do atual campeão mundial Jenson Button, o quarto colocado (1min24s675). O melhor brasileiro é Felipe Massa, que larga em quinto lugar, com Rubens Barrichello, da Williams, satisfeito, com a oitava colocação.

O treino, disputado com média de 21ºC ambiente e tempo nublado, não ajudou os pilotos da Mercedes, que novamente viram o alemão Nico Rosberg superar o heptacampeão mundial Michael Schumacher. A expectativa é de disputa intensa entre ambos já a partir da largada das 58 voltas, principalmente porque existe a possibilidade de chuva.

SURPRESAS

O treino foi péssimo especialmente para o inglês Lewis Hamilton, da McLaren. Ele não conseguiu chegar à sessão final, ficando apenas com a 11.ª posição. No paddock, não escondia o incômodo, principalmente por ficar distante do companheiro Button, na disputa interna da equipe inglesa.

Lucas Di Grassi e Bruno Senna foram surpreendidos não pela posição de largada (22.º e 23.º), mas pelo motivo que os impediu de tentar disputar regularmente a última sessão e, quem sabe, ganhar algumas posições. Senna teve um furo num tubo de plástico do motor de seu HRT (Hispania), que foi trocado, enquanto Di Grassi e a Virgin erraram na configuração do carro.

FÓRMULA 1 2010 - GP DA AUSTRÁLIA

GRID DE LARGADA

1.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min23s919

2.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min24s035

3.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min24s111

4.º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min24s675

5.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min24s837

6.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min24s884

7.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 1min24s927

8.º - Rubens Barrichello (BRA/Williams), 1min25s217

9.º - Robert Kubica (POL/Renault), 1min25s372

10.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min26s036

11.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1min25s184

12.º - Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 1min25s638

13.º - Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), 1min25s743

14.º - Pedro de la Rosa (ESP/Sauber), 1min25s747

15.º - Nico Hulkenberg (ALE/Williams), 1min25s748

16.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), 1min25s777

17.º - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), 1min26s089

18.º - Vitaly Petrov (RUS/Renault), 1min26s471

19.º - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), 1min28s797

20.º - Jarno Trulli (ITA/Lotus), 1min29s111

21.º - Timo Glock (ALE/Virgin), 1min29s592

22.º - Lucas di Grassi (BRA/Virgin), 1min30s185

23.º - Bruno Senna (BRA/HRT), 1min30s526

24.º - Karun Chandhok (IND/HRT), 1min30s613

Atualizado às 10h34 para acréscimo de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.