Vettel e Webber elogiam evolução dos carros da Red Bull

Alemão vence em Silverstone com o australiano em segundo, 25s9 à frente do terceiro colocado, Barrichello

21 de junho de 2009 | 11h29

Max Nash/AP

Mark Webber (ao fundo) e Sebastian Vettel comemoram a dobradinha da Red Bull no GP da Grã-Bretanha

SILVERSTONE - O resultado fala por si. A dobradinha incontestável dos pilotos da Red Bull no GP da Grã-Bretanha deste domingo mostra que os carros da equipe austríaca são realmente os principais adversários dos monopostos da Brawn, equipe vencedora de seis das sete etapas anteriores.

Veja também:

link Vettel vence em dobradinha da Red Bull na Inglaterra

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

"A equipe tem sempre trabalhado bem, tanto na pista quanto na fabrica. O carro esteve fantástico o tempo todo e o resultado por si mostra isso", disse o vencedor da corrida em Silverstone, Sebastian Vettel. "Nosso carro melhorou bastante, principalmente nas curvas velozes e assim conseguimos dominar a corrida aqui", disse o alemão, que se mostrou mais feliz do que o normal. "A vitória aqui foi algo que sempre sonhei, desde a minha primeira corrida neste lugar."

Segundo colocado na prova, Mark Webber fez coro com o companheiro de equipe. "Gostaria de dar os parabéns a equipe, que mais uma vez trabalhou muito bem, e ao Sebastian pelo bom trabalho na primeira parte da prova."

O domínio da Red Bull foi tamanho, que Webber terminou a corrida 25s9 à frente de Rubens Barrichello, o terceiro colocado. Apesar disso, Vettel garante que sua terceira vitória na F-1 não foi fácil. "Nunca é fácil. Apesar de largar na frente nunca é fácil. Na primeira parte tentei largar bem e fazer valer a nossa estratégia. O carro esteve muito bem, sempre que exigi dos pneus, eles responderam muito bem. Na segunda parte precisei me preocupar com os retardatários. Era preciso ficar atento, pois eles estavam brigando entre si e poderiam me causar algum problema", explicou.

Já Webber, lamentou não ter conseguido superar Barrichello antes da primeira parada no box. "Precisávamos na verdade é largar na primeira fila para ter chance de vencer. De qualquer forma, pelo desempenho de Vettel, seria difícil vencer de qualquer forma. Acho que o primeiro trecho da corrida também foi determinante para o resultado, pois fiquei preso atrás do Barrichello."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.