SRDJAN SUKI/ EFE
SRDJAN SUKI/ EFE

Vettel elogia carro, mas vê 'um pouco de sorte' em vitória na Austrália

Alemão viu o líder Lewis Hamilton ser prejudicado ao realizar um um pit stop cedo

Estadao Conteudo

26 de março de 2017 | 10h26

O alemão Sebastian Vettel começou a temporada 2017 da Fórmula 1 na frente. Neste domingo, ele venceu o GP da Austrália, primeira etapa do Mundial, e recolocou a Ferrari no lugar mais alto do pódio após um ano e meio. Feliz com o resultado, ele fez questão de dividir o mérito pelo triunfo com todos que auxiliaram na criação do carro.

"Hoje, o carro foi muito excepcional, especialmente depois de uma temporada difícil em 2016 e de um inverno duro, em que muito de nossa alma e coração estava indo para o carro. As longas noites de trabalho duro finalmente foram recompensadas", declarou.

Desde 2012 a Ferrari não via um de seus pilotos na liderança do Mundial, e a expectativa é de que a escuderia de fato seja capaz de ameaçar a hegemonia da Mercedes, que venceu as últimas três temporadas - duas com Lewis Hamilton e uma com Nico Rosberg.

Mas para vencer neste domingo, Vettel não dependeu apenas da evolução de seu carro. Depois de largar na segunda colocação, ele viu o líder Hamilton ser prejudicado pela opção de realizar um pit stop cedo para troca de pneus. O inglês retornou atrás de Max Verstappen e perdeu muito tempo atrás da Red Bull do holandês. Seu rival da Ferrari, então, atrasou a ida aos boxes, aproveitou a pista livre e construiu a vantagem confortável para cruzar a linha de chegada na frente.

"Obviamente, eu tive um pouco de sorte quando o Lewis voltou com o tráfego à frente, mas nós estávamos ali perto. Os pneus continuavam bons, o carro estava funcionando, então, excelente trabalho", elogiou.

O alemão admitiu que ter decidido ir aos boxes no momento certo foi o que definiu a vitória a seu favor. "É claro que foi fundamental. Depois da largada, nós entendemos que não seria fácil, mas no geral os ajustes estavam bons e isso nos deu esperança. Eu pude pressionar o Lewis. O pit stop dele colocou tudo em nossas mãos, mas o mais importante é que o carro estava bom."

Com este ótimo início, Vettel agora espera voltar à briga por um título da Fórmula 1, que não conquista desde 2013, quando selou seu tetracampeonato ainda pela Red Bull. Mas o próprio alemão sabe que terá em Lewis Hamilton um grande rival ao longo da temporada.

"Adoraria brigar com o Hamilton pelo título. Mas eu ainda acredito que a Mercedes está um pouco na frente. Eles estiveram em vantagem pelos últimos anos. Para nós, o começo da temporada foi perfeito, não podíamos pedir nada melhor", considerou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.