Vettel entra para seleto grupo dos tricampeões da F1

Alemão é o mais jovem piloto a conquistar três títulos

AE, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 16h05

Sebastian Vettel entrou neste domingo para o seleto grupo dos pilotos que conquistaram três títulos na história da Fórmula 1. Com apenas 25 anos, esse jovem e talentoso alemão da cidade de Heppenheim está agora ao lado de lendas do esporte como Ayrton Senna, Nelson Piquet, Niki Lauda, Jackie Stewart e Jack Brabham, todos tricampeões da principal categoria do automobilismo mundial.

A Fórmula 1 passa a ter neste domingo, com a vitória de Vettel na temporada de 2012, seis pilotos no grupo dos tricampeões mundiais. Melhor do que eles apenas o alemão Michael Schumacher, recordista com sete títulos, o argentino Juan Manuel Fangio, que ganhou cinco vezes, e o francês Alain Prost, dono de quatro conquistas na história.

Mas Vettel leva uma vantagem em relação aos seus colegas no clube dos tricampeões da Fórmula 1. É o único entre os seis que ganhou três títulos seguidos. Esse feito, inclusive, só foi alcançado por dois pilotos na história: Schumacher, que chegou a conquistar cinco temporadas consecutivas, e Fangio, dono do troféu por quatro anos em sequência.

Para se juntar tão precocemente ao grupo das maiores lendas do automobilismo, Vettel vem dominando a Fórmula 1 nos últimos três anos, graças ao talento incrível para pilotar e ao carro fantástico da Red Bull. Desde sua primeira corrida em 2007, justamente o GP dos Estados Unidos, disputado em Indianápolis, ele já mostrou que faria sucesso.

Naquela estreia em 2007, Vettel era piloto reserva da BMW Sauber e foi chamado para substituir o contundido polonês Robert Kubica. E já conseguiu pontuar logo na primeira prova, com um oitavo lugar no GP dos Estados Unidos. Ainda na mesma temporada, foi contratado pela Toro Rosso, espécie de equipe satélite da Red Bull.

Na Toro Rosso, Vettel disputou o restante da temporada de 2007 e ficou o campeonato inteiro de 2008, ano em que conseguiu sua primeira vitória na Fórmula 1: o GP da Itália. Ele estava pronto, então, para assumir o carro da Red Bull. Logo no primeiro Mundial que disputou com a nova equipe, já foi vice-campeão, perdendo o título para o inglês Jenson Button, que estava então na Brawn GP.

Depois disso, porém, Vettel começou seu incrível domínio na Fórmula 1. Sem se abalar com os grandes rivais que encontrou pelo caminho, venceu os campeonatos de 2010 e 2011. Nesta temporada, ele vinha sofrendo para alcançar o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, mas conseguiu uma arrancada na reta final do campeonato, somando quatro vitórias seguidas, para ser o mais novo tricampeão mundial - e o mais jovem da história a conseguir tal feito.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BrasilVettel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.