Vettel evita prever rendimento da equipe em novo traçado

Ainda sem pilotar no novo traçado de Austin, Sebastian Vettel manteve a cautela nesta quinta-feira e evitou fazer projeções sobre o comportamento da Red Bull no Circuito das Américas, que receberá o GP dos Estados Unidos, no domingo.

AE, Agência Estado

15 de novembro de 2012 | 20h33

"O traçado parece mesmo ser muito bom para nós, mas até que o conheçamos de verdade não dá para dizer nada", afirmou o alemão, que pode garantir o tricampeonato, neste fim de semana, com uma corrida de antecipação.

"Não será a primeira vez que corremos em um circuito completamente novo. Obviamente já enfrentamos esse desafio antes. Acho que podemos dar conta. Mas o mais importante será pegar ritmo amanhã [sexta-feira] e para começar bem [o fim de semana]", afirmou.

Apesar da cautela, Vettel não esconde que mira a vitória e o título antecipado nos Estados Unidos. "Seria incrível [ser campeão já no domingo]. Com certeza seria muito importante e seria provavelmente muito difícil encontrar as palavras certas para o momento".

O piloto alemão também comentou nesta quinta a polêmica em que ele e Kimi Raikkonen se envolveram ao proferirem alguns palavrões na comemoração do pódio em Abu Dabi, onde deram entrevista ao ex-piloto David Coulthard, na etapa passada. Após o episódio, a FIA emitiu comunicado vetando palavrões em entrevistas oficiais da Fórmula 1.

Vettel minimizou o episódio e reclamou da polêmica, a que considerou desnecessária. "Acho que se você é uma pessoa sensível você deve assistir a um programa de criança. Você tem o controle remoto nas mãos e pode mudar de canal", comentou. "Claro que [os palavrões] não foram intencionais. Mas acho um pouco desnecessária essa polêmica. Se eu disse alguma coisa inapropriada, peço desculpas", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP dos Estados UnidosVettel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.