Vettel fica satisfeito com terceiro lugar: 'Foi o melhor que podíamos fazer'

O alemão Sebastian Vettel chegou a ultrapassar Lewis Hamilton no início do GP da Espanha neste domingo, mas reconheceu que era impossível segurar a Mercedes e terminou em terceiro lugar, a 45 segundos do vencedor e a 17 segundos do segundo colocado.

Estadão Conteúdo

10 de maio de 2015 | 17h12

"No fim das contas, acho que o terceiro lugar foi o melhor que a gente podia fazer. Não acho que tenha alguma coisa errada. Este não foi nosso melhor final de semana para nós em termos de competitividade. Por algum motivo, não encontramos o mesmo ritmo das duas últimas etapas, mas tenho certeza de que nas próximas voltaremos mais fortes", comentou o tetracampeão.

Vettel comentou que a estratégia de duas paradas foi pensada admitindo o imenso favoritismo da Mercedes no circuito de Barcelona. No entanto, depois que Hamilton caiu para a terceira posição, sua equipe mudou a estratégia para três pit stops e conseguiu retomar a posição nos boxes.

"Temos que aceitar que eles são a melhor equipe hoje. Acho que estamos na direção certa. Sabemos que existe uma vantagem, mas estamos lutando muito duro para diminuir. Infelizmente, nós não demos um grande passo nessa corrida, mas estou confiante de que será dado em breve", finalizou.

Seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen terminou em quinto lugar na Espanha e comentou também sobre as dificuldades encontradas no final de semana. "Não foi um desastre, mas aprendemos muito", disse. "Para as próximas corridas, temos que fazer um trabalho melhor e precisamos ter mais finais de semana sem problemas, mesmos os pequenos, para termos certeza que as coisas estão funcionando. Sabemos onde temos de melhorar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.