Martin Meissner/ AP
Martin Meissner/ AP

Vettel isenta Ferrari por estouro de pneu e insinua erro da Pirelli

Alemão defende estratégia de só um pit stop adotado pela equipe

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2015 | 12h18

A polêmica sobre o estouro do pneu traseiro de Sebastian Vettel nas voltas finais do GP da Bélgica de Fórmula 1, no último fim de semana, ainda não chegou ao fim. Em comunicado divulgado no seu site oficial, o piloto alemão voltou a se pronunciar sobre o assunto defendendo a estratégia de apenas um pit stop adotado pela Ferrari.

"Apenas para tornar as coisas claras: a equipe e eu decidimos a nossa estratégia para a corrida juntos", disse Vettel "Nossa estratégia nunca foi arriscada, em qualquer ponto. Eu apoio a equipe e a equipe me apoia. E é isso que nos torna uma equipe. A equipe não é a culpada", completou o alemão.

A declaração de Vettel pode ser encarada como uma resposta para a Pirelli, fornecedora de pneus, que havia emitido um comunicado em que se defendia do incidente e também atacava as equipes, afirmando que sua sugestão para limitar no regulamento da Fórmula 1 o limite de voltas em que os compostos podem ser utilizados havia sido rejeitado anteriormente por elas.

Dessa vez, Vettel adotou um tom mais brando na sua reclamação em comparação ao que fez no domingo, quando até utilizou um palavrão para comentar o risco que se expôs durante o GP da Bélgica. Mas voltou a deixar claro que, ao menos na sua visão, a Ferrari não é a culpada pelo estouro do pneu que o impediu de ir ao pódio na prova no circuito de Spa-Francorchamps.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.