Kirill Kudryavtsev/AFP
Kirill Kudryavtsev/AFP

Vettel lamenta dia ruim e cobra evolução da Ferrari em pista 'complicada'

No primeiro dia de treinos livres para o GP do Azerbaijão, alemão foi o décimo colocado na primeira sessão e o 11.º na segunda

Estadão Conteúdo

27 de abril de 2018 | 18h42

Líder do Mundial de Pilotos da Fórmula 1 e vencedor de duas das três provas disputadas na temporada até o momento, Sebastian Vettel viveu dia para esquecer nesta sexta-feira. No primeiro dia de treinos livres para o GP do Azerbaijão, no circuito de Baku, o alemão foi o décimo colocado na primeira sessão e o 11.º na segunda

+ Após liderar sessão, Ricciardo elogia acerto da Red Bull, mas pede ajustes

+ Hamilton admite que Mercedes 'não está rápida o suficiente' no Azerbaijão

+ Ricciardo lidera segundo treino livre e termina o dia na frente em Baku

"Eu acho que neste circuito é bastante complicado encontrar o ritmo, e na primeira sessão nós não conseguimos. No começo da segunda, eu perdi o ajuste e não consegui completar uma volta corretamente, mas acho que isso pode acontecer facilmente aqui. Eu cometi alguns erros na freagem, mas eu acho que nas retas foi um pouco melhor", analisou.

Vettel vem de um oitavo lugar, na China, mas manteve-se na ponta da tabela por causa do ótimo desempenho nas duas primeiras corridas. Para repetir esta performance e tentar a terceira vitória no ano, o alemão cobrou que a Ferrari melhore seu carro para o fim de semana.

"Eu acho que podemos melhorar o carro para amanhã, e tudo deve transcorrer bem. No fim, este foi apenas o início. Nós precisamos entender o que o carro precisa e temos um pouco de tempo para reiniciar. Espero que possamos estar melhores amanhã", projetou.

Companheiro de Vettel na Ferrari, Kimi Raikkonen também teve um início difícil nesta sexta, ao ser o 15.º pela manhã, mas evoluiu e terminou na segunda posição à tarde, atrás somente de Daniel Ricciardo, da Red Bull. O finlandês elogiou o trabalho da Ferrari entre as duas sessões e previu novas melhorias para o fim de semana.

"Foi um bom dia. Não foi muito fácil no início, então, para o segundo treino, nós decidimos mudar para um ajuste diferente", comentou. "No fim, foi uma decisão correta e nossa segunda sessão foi bastante decente. Ainda há pontos a melhorar, como sempre, mas não estivemos longe do auge hoje."

Tudo o que sabemos sobre:
Sebastian VettelFerrariFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.