Alexander Nemerov/AFP
Alexander Nemerov/AFP

Vettel lamenta erro na largada e minimiza atrito com Felipe Massa no GP da Rússia

Piloto da Ferrari largou na pole, mas perdeu a posição logo nos primeiros metros e seguiu em segundo até o final

Estadão Conteudo

30 de abril de 2017 | 15h50

O piloto Sebastian Vettel, da Ferrari, lamentou ter perdido a primeira posição logo na largada do GP da Rússia de Fórmula 1, no circuito de Sochi, que lhe custou a vitória na etapa. O alemão, que terminou em segundo lugar, mantém a liderança do Mundial de Pilotos, com 86 pontos, também destacou um atraso no sistema de luzes que autorizam o início da corrida como algo que o prejudicou.

"Acho que minha largada estava OK. Talvez, pudesse ter sido um pouco mais agressivo. Houve um atraso em desligar as luzes, de modo que não obter uma boa leitura de como era a saída. Ainda assim, tive um bom começo, mas tivemos um forte frontal o dia todo e Bottas pode obter uma saída melhor. Então, não havia nada que eu pudesse fazer", avaliou o alemão.

Apesar das críticas sobre o começo da prova, Sebastian Vettel procurou exaltar o desempenho do finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, que obteve a primeira vitória na categoria e se tornou o 107.º piloto a vencer uma prova na Fórmula 1.

"Valtteri teve uma grande corrida. Ele dirigiu melhor do que o resto de nós, então ele merecia vencer. No final, eu tinha a sensação de que podia entrar na distância do DRS (sistema para abertura da asa), talvez na retaguarda, colocar alguma pressão sobre ele e, quem sabe, levá-lo a um erro, mas ele não fez nenhum", afirmou o piloto da Ferrari.

O alemão minimizou a passagem com Felipe Massa na última volta do GP da Rússia. Sebastian Vettel perseguia Valtteri Bottas quando ambos se aproximaram do brasileiro, que era apenas um retardatário, na nona posição. O finlandês conseguiu ultrapassar Massa rapidamente, mas Vettel perdeu tempo e se afastou um pouco do líder. Irritado, chegou a mostrar o dedo médio para o piloto da Williams.

"O que aconteceu com Massa foi apenas um pouco de um mal entendido, eu não tinha certeza para onde ele estava indo, mas não perdi a corrida naquele momento. Agora, olhamos para a Espanha. Tivemos uma boa resposta sobre o nosso carro em Barcelona durante os dias de teste e eu não preciso pensar sobre o campeonato. Nós tivemos um começo muito bom", finalizou o alemão da Ferrari.

RAIKKONEN

Compatriota do vencedor da prova, Kimi Raikkonen também apontou a largada como fator decisivo para as pretensões dele na corrida. O piloto da Ferrari chegou em terceiro lugar.

"No geral, tivemos um fim de semana mais positivo em comparação com as três primeiras corridas. Eu estava mais feliz com o carro e quando precisei acelerar, pude recuperar o tempo. A corrida foi decidida no início e eu tive uma muito ruim. Pensei que estava perdendo muito, mas consegui obter a posição de volta (largou em 2.º) e ficar lá. Meu carro foi bom durante toda a corrida, mas depois disso, não aconteceu muita coisa. Então, obviamente, estou feliz pelo pódio, mas estou desapontado por perder um lugar no início, em vez de ganhar um", ponderou o finlandês.

Kimi Raikkonen também procurou valorizar a performance do também finlandês Valtteri Bottas. "Estou muito feliz por Valtteri que venceu sua primeira corrida, tenho certeza que ele terá um futuro brilhante", disse o piloto da Ferrari.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.