Diego Azubel/Efe
Diego Azubel/Efe

Vettel lamenta má sorte da Red Bull

Alemão reforça: 'A corrida para o título da F-1 não acabou, então vamos esperar'

AE, Agência Estado

25 de outubro de 2010 | 17h12

O alemão Sebastian Vettel não escondeu a frustração pelo abandono no GP da Coreia do Sul, no último domingo, quando o seu Red Bull quebrou. Assim, ele caiu da terceira para a quarta colocação no campeonato da Fórmula 1, com 206 pontos. Mesmo assim, ainda acredita que pode chegar ao título nas duas etapas que restam no calendário - no Brasil e em Abu Dabi.

"Não há motivo para mudar nada. Tenho certeza que se eu tivesse terminado a corrida, teria deixado a Coreia do Sul com 25 pontos. A corrida para o título ainda não acabou, então vamos esperar e ver o que Abu Dabi (última etapa do Mundial, no dia 14 de novembro) nos traz", declarou Vettel, que está 25 pontos atrás do líder do campeonato, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.

No GP da Coreia do Sul, Vettel era o líder da prova quando o motor da sua Red Bull deu problema, forçando o seu abandono. Segundo ele, faltou sorte, o que tem sobrado para Alonso, que venceu três das últimas quatro etapas e passou a liderar o campeonato.

"Às vezes, é preciso ter sorte e o Fernando foi muito sortudo. Para nós, a sorte vai e volta muitas vezes, mas não temos como mudar isso. Aceitamos isso como é. Não faz muito sentido ficar desapontado. Fazíamos um fim de semana brilhante até aquele momento e, do meu ponto de vista, não podia ter feito nada melhor", avaliou Vettel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.