AFP
AFP

Vettel lamenta treino mais curto, mas elogia desempenho da Ferrari

Piloto da Ferrari lamentou encerramento de treino antes do previsto, por causa de acidente sofrido por Romain Grosjean

Estadao Conteúdo

29 de setembro de 2017 | 19h10

Correndo atrás do prejuízo no Campeonato Mundial de Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel fez elogios ao desempenho da Ferrari nos dois treinos livres do GP da Malásia, nesta sexta-feira, mas lamentou a sessão mais curta, no período da tarde, em razão do acidente sofrido pelo francês Romain Grosjean.

"Hoje tivemos condições bem diferentes e não pudemos fazer tudo o que queríamos. À tarde, foi melhor porque o carro estava muito bom desde o início da sessão. Aí tentamos algo novo, mas infelizmente não pudemos testar tudo porque o treino acabou antes do planejado", disse o piloto da Ferrari.

Vettel se referia ao acidente sofrido por francês Romain Grosjean, que não chegou a se machucar. O piloto da equipe Haas passou por cima da grade de um bueiro, na zebra, e estourou um dos pneus. Na sequência, rodou na pista e acabou na caixa de brita. Por precaução, os comissários de prova decidiram encerrar de forma precoce o segundo treino livre no circuito de Sepang.

Mais veloz do dia, Vettel acredita que o fim precoce da segunda sessão impediu que os rivais mostrassem maior potencial ao longo do treino. Por isso, ele manteve a cautela diante do desempenho da Mercedes, que não passou do sexto lugar nas duas atividades desta sexta.

"Vamos ver o que podemos fazer amanhã. É apenas sexta-feira ainda, geralmente o dia em que você passa muito tempo testando várias coisas no carro. Temos um bom carro e só depende de nós fazê-lo render bem em todas as condições", declarou o alemão, referindo-se à chuva no início desta sexta, no circuito de Sepang.

Tudo o que sabemos sobre:
velocidadeFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.