Andrej Isakovic/ AFP Photo
Andrej Isakovic/ AFP Photo

Vettel minimiza demora para renovar com a Ferrari e diz que foco está no título

Piloto briga com Lewis Hamilton pela liderança do campeonato de Fórmula 1

Estadão Conteúdo

27 de julho de 2017 | 16h38

Com o britânico Lewis Hamilton se aproximando na luta pela liderança do campeonato, o alemão Sebastian Vettel assegurou nesta quinta-feira que este é o seu foco nesse momento, deixando em segundo plano a negociação para renovar o seu contrato com a Ferrari, que se encerrará ao término da temporada 2017.

Na última prova, o GP da Inglaterra, Vettel viu a sua vantagem para Hamilton diminuir de 20 pontos para apenas um em razão do triunfo do britânico e também pelo seu sétimo lugar, provocado principalmente por um furo de pneu, algo que o impediu de ir ao pódio.

"O que está atrasado? O fato é que estamos trabalhando muito, pelos pontos para a equipe e para mim. Por enquanto, o foco está totalmente no trabalho no carro. Um pedaço de papel pode ser assinado bastante rápido, então não é um problema", disse na entrevista coletiva que antecede o início das atividades do fim de semana do GP da Hungria.

A Ferrari insinuou que a decisão está nas mãos de Vettel e que tudo o que ele tem que dizer é "sim" para um novo contrato. "É verdade que ainda não tenho um contrato. Mas o principal objetivo é não olhar os papéis e me preocupar com eles, mas conquistar alguns bons resultados".

Vettel sugeriu que a pausa do verão europeu após o GP da Hungria pode ser o momento para a tomada de uma decisão para renovar o contrato. "Não vejo por que não", disse, quando perguntado se pretende continuar na Ferrari, afastando rumores sobre uma possível saída. Não estou com pressa, não acho que o time esteja apressado. Eu acho que tenho um bom contato com a equipe".

A Ferrari tem uma dupla ambição nesta temporada: conquistar o primeiro título mundial desde que Kimi Raikkonen venceu em 2007 e a primeira conquista de construtores desde 2008. Após isso, a Fórmula 1 foi dominada pela Red Bull, com quatro títulos de Vettel entre 2010 e 2013, e pela Mercedes.

Vettel venceu três provas neste ano, o que aumentou as esperanças da Ferrari de acabar com o jejum. "Este ano foi muito bom durante a maior parte do ano. Estamos todos concentrados e determinados a colocar a Ferrari de volta a onde pertence, essa é a nossa missão", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariSebastian Vettel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.