Rodrigo Arangua/AFP
Rodrigo Arangua/AFP

Vettel reage e é o mais rápido do dia nos treinos livres do GP do México

Piloto da Ferrari desbanca Lewis Hamilton ao cravar 1min16s607 na segunda sessão

Redação, Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2019 | 18h31

Sebastian Vettel reagiu ao longo desta sexta-feira e terminou o dia liderando os treinos livres do GP do México de Fórmula 1. O piloto da Ferrari desbancou a Mercedes e anotou 1min16s607 na segunda sessão, desbancando o tempo 1min17s327, registrado pelo inglês Lewis Hamilton no primeiro treino do dia no Autódromo Hermanos Rodríguez.

Com pneus macios, como fez a maioria dos mais rápidos do dia, Vettel baixou em quase dois segundo o tempo obtido no início do dia - ele foi apenas o sexto colocado na sessão de abertura do GP. O holandês Max Verstappen, vencedor das últimas duas corridas em solo mexicano, marcou 1min16s722 e ficou perto de Vettel.

Charles Leclerc, companheiro do alemão na Ferrari, foi o terceiro mais veloz, com 1min17s072. O piloto de Mônaco, sensação da temporada, chegou a rodar e sair da pista no início da atividade, sem maiores consequências. O mesmo aconteceu no fim, já com compostos médios. Não foi o único. O tailandês Alexander Albon, da Red Bull, acertou o muro e detonou parte da asa dianteira. O incidente obrigou a suspensão temporária do segundo treino, por 15 minutos.

A Mercedes, que havia liderado a primeira sessão, apareceu somente na quarta e quinta posições da segunda atividade do dia. O finlandês Valtteri Bottas ficou à frente de Hamilton, com 1min17s221 e 1min17s570, respectivamente. Bottas foi um dos que mais acumulou quilometragem na sessão, com 39 voltas.

O desempenho da dupla da Mercedes será decisivo neste fim de semana. Isso porque Hamilton poderá sacramentar o hexacampeonato no domingo. Para tanto, precisará somar 14 pontos a mais que Bottas. Assim, será campeão se vencer a corrida e faturar o ponto extra pela corrida mais rápida e o companheiro de Mercedes não passar do quarto lugar. Ou se apenas faturar a vitória na prova e Bottas ficar em quinto, entre outras combinações.

O Top 10 da segunda sessão teve ainda o russo Daniil Kvyat, da Toro Rosso, com 1min17s747; o francês Pierre Gasly, da mesma equipe, com 1min18s003; o espanhol Carlos Sainz Jr., da McLaren, com 1min18s079, o alemão Nico Hülkenberg, da Renault, com 1min18s261; e o britânico Lando Norris, da McLaren, com 1min18s349.

Em um treino sem chuva, apesar da previsão de mau tempo no fim de semana, a maior parte das equipes aproveitou a segunda metade do treino para testar os compostos médios e duros.

Os pilotos voltam para a pista às 12 horas (horário de Brasília) deste sábado para o terceiro e último treino livre. No mesmo dia, às 15 horas, será o treino classificatório. E, no domingo, a largada está agendada para as 16h10, com transmissão pelo canal SporTV 2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.