Ronaldo Schemidt/AFP
Ronaldo Schemidt/AFP

Vettel revela erro em volta final, mas comemora 'explosão' com pole no México

Piloto alemão da Ferrari desbanca Hamilton, que ficou em terceiro, em treino classificatório no México

Estadão Conteúdo

28 Outubro 2017 | 21h22

O alemão Sebastian Vettel era só alegria neste sábado logo após o treino oficial de classificação com a confirmação de sua pole no grid de largada do GP do México de Fórmula 1. Mas nem tudo foi tranquilo para o piloto da Ferrari no autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México. O tetracampeão da categoria revelou dificuldades e até um erro na volta final que lhe deu a primeira colocação.

"Está complicado na pista. A altitude (de mais de 2.800 metros acima do nível do mar) exerce um efeito no asfalto, fazendo ele mais escorregadio. Eu achei que se tivesse um primeiro setor bom, conseguiria ir bem, mas tomei um susto na curva 6. Quase perdi o carro e tive de jogar a primeira marcha, mas consegui sair da curva sem perder tempo. Daí em diante consegui ir veloz até o fim da volta", revelou o alemão.

Vettel falou na sequência da alegria por ter conquistado a pole no México com o melhor tempo da história do circuito. "Depois que cruzei a linha, sabia que estaria perto dos outros, mas não tinha ideia do tempo deles. Quando descobrir que era suficiente (para a pole), foi como uma explosão no carro. Eu tive uma ontem (sexta-feira) no carro com o extintor, mas essa foi de verdade", brincou o piloto da Ferrari, que teve o treino livre interrompido após o extintor de incêndio do seu carro ser ativado sozinho.

Sobre a sua situação no Mundial de Pilotos, Vettel se disse consciente de que a luta pelo título contra o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, está complicada. "Não precisamos debater quem tem o maior copo. Temos de fazer nossa corrida e não há muito motivo de ficar prestando atenção na corrida dos outros. Na posição em que estamos, precisamos maximizar nosso ritmo".

O título da Fórmula 1 pode ser decidido já neste domingo. Para isso, basta que Lewis Hamilton, que largará em terceiro lugar, chegue em quinto, independentemente do resultado de Vettel. Se o alemão for o segundo, o britânico pode chegar na 10.ª posição para ser campeão.

Mais conteúdo sobre:
Sebastian Vettel Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.