Reuters
Reuters

Vettel se mantém otimista, mas pede atenção com problemas na Ferrari

Apesar de ocupar a segunda colocação, alemão ainda acredita no título da temporada

Estadao Conteudo

01 Outubro 2017 | 12h26

O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, tratou de manter o otimismo e ainda acredita no título da temporada da Fórmula 1, apesar de estar na segunda colocação no Mundial de Pilotos, 34 pontos atrás do inglês Lewis Hamilton.

+ Verstappen diz que aproveitou precaução de Hamilton para vencer na Malásia

Neste domingo, Vettel largou em último no GP da Malásia e terminou em quarto lugar. Ainda contou com a vitória de Max Verstappen, que deixou Hamilton em segundo. "Sabemos que temos um carro rápido. Tentamos lutar pelo pódio, me esforcei ao máximo, mas no final os pneus não estavam tão bons e não consegui. No entanto, foi bom ver que o carro estava ótimo", comentou.

Vettel também lamentou os problemas enfrentados pela Ferrari no final de semana. Neste domingo, o companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, sequer conseguiu largar. O carro do finlandês apresentou aparentemente a mesma falha na potência do motor que deixou o alemão em último no treino classificatório.

"Foi muito chato o Kimi não conseguir largar. Ele e eu tivemos problemas no final de semana. Não sei direito se foi exatamente a mesma coisa que aconteceu nos carros, mas temos que olhar com atenção para isso. Sem dúvida não é bom para a equipe ter um carro fora ontem (sábado) e outro hoje (domingo). Foi um final de semana difícil, mas apesar de tudo a velocidade está presente nos carros. Vamos em frente", disse.

Raikkonen assistiu dos boxes a corrida inteira e ainda não sabe ao certo o que aconteceu. O fato é que a Ferrari perdeu a oportunidade de garantir mais um pódio na temporada e, possivelmente, até uma vitória, já que Raikkonen largaria em segundo lugar.

+ Verstappen vence GP da Malásia; Vettel se recupera e fica em 4°

"É muito cedo para dizer o que aconteceu. É uma dessas coisas que de repente acontecem. Tinha certeza que faríamos uma grande corrida hoje. O que aconteceu é muito frustrante e deixa todos triste. Mas não há o que fazer. A próxima corrida é um novo desafio e esperamos volta ao topo", avaliou.

A próxima etapa da Fórmula 1 acontecerá em 8 de outubro, no Grande Prêmio do Japão. Hamilton lidera a competição com 281 pontos, contra 247 de Vettel. Raikkonen é o quinto colocado na classificação com 138 pontos.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Sebastian Vettel

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.