Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Valdrin Xhermaj/EFE
Valdrin Xhermaj/EFE

Vettel se preocupa com 'apagão' e Hamilton espera classificatório emocionante

Carro do piloto alemão parou na pista antes de completar a primeira volta no segundo treino livre desta sexta-feira

Estadão Conteudo

14 de abril de 2017 | 18h54

Apesar de ter liderado os dois treinos livres desta sexta-feira no GP do Bahrein, a terceira etapa da temporada de 2017 da Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel demonstrou preocupação com o apagão que a sua Ferrari sofreu logo no início da segunda sessão.

O carro de Vettel parou na pista antes dele dar a primeira volta. Em seguida, o monoposto precisou ser levado aos boxes, onde os mecânicos realizaram reparos e liberaram novamente a Ferrari para a pista para o alemão dar continuidade às voltas de simulação de corrida, assim como já estava planejado.

"Não sei explicar porque o carro parou, mas conseguimos recuperar, felizmente. Hoje (sexta-feira) não foi nosso melhor dia e precisamos fazer melhor. O carro se comportou bem quando rodamos sozinho e depois na simulação da corrida. Mas podemos melhorar para amanhã (sábado)", comentou.

Vettel deu um total de 29 voltas, apenas cinco a menos do que do seu companheiro de equipe, o finlandês Kimi Raikkonen, que amargou a última colocação do primeiro treino do dia após se ver obrigado a abandonar a sessão de forma precoce por causa de um superaquecimento do motor de seu carro. "Apesar de tudo, ainda não me sinto completamente feliz com o desempenho, mas está OK, até porque enfrentamos um pouco de trânsito. Agora vamos ver o que o treino de amanhã (sábado) vai nos trazer", completou.

O desempenho de Sebastian Vettel confirma ao menos que a Ferrari está forte na atual temporada e deverá dar trabalho a Lewis Hamilton. O inglês da Mercedes voltou a exibir um desempenho abaixo do esperado no segundo treino e terminou em quinto lugar. Ainda se envolveu em um incidente com o alemão Nico Hülkenberg após ter saído dos boxes de pneus supermacios em busca de voltas rápidas.

Apesar do problema enfrentado, o piloto considerou uma "sexta-feira bastante normal". "A parte da manhã estava muito quente e corremos em condições duras, fisicamente e também sobre o desgaste dos pneus. À tarde, a temperatura ficou mais amena nos dando uma melhor representação de como deve ser o classificatório e a corrida", comentou Lewis Hamilton.

A terceira etapa do Mundial desempatará a liderança do campeonato. Até aqui, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton estão empatados com uma vitória e um segundo lugar cada (43 pontos). "Espero uma grande batalha no sábado e no domingo. Vamos trabalhar duro para tirar a vantagem da Ferrari. Temos um grupo fantástico de torcedores aqui e vou me apegar a eles a todo momento que estiver fora. O sorriso deles faz uma grande diferença", finalizou o inglês.

O terceiro e último treino livre do GP do Bahrein será às 9 horas (de Brasília) deste sábado. A sessão classificatória para o grid de largada começa às 12 horas, mesmo horário da corrida deste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.