Vettel vê pista 'um pouco incomum e chata' na Coreia

Com 60 pontos de vantagem sobre Fernando Alonso, atual vice-líder do Mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel chegará ao GP da Coreia do Sul, marcado para o próximo dia 6 de outubro, mais uma vez como favorito para dar um novo passo rumo ao tetracampeonato da categoria. O alemão, porém, não exibe muita empolgação ao falar sobre o traçado do circuito asiático que abrigará a 14.ª etapa desta temporada.

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 16h17

Vencedor da prova sul-coreana no ano passado, o piloto da Red Bull enfatizou que considera o traçado da pista de Yeongam como "um pouco incomum", assim como descreveu: "As longas retas vêm todas no início e as curvas no fim. Eu adoro a parte curvilínea porque é muito mais divertida, enquanto as linhas retas e as curvas fechadas podem ser um pouco chatas".

Vettel também enfatizou que este primeiro trecho do circuito, considerado menos atrativo para ele, pode ser visto como um ponto de "fraqueza" para a Red Bull porque neste ponto da pista "muitas vezes o carro não tem como atingir sua velocidade máxima".

Já o australiano Mark Webber, parceiro do alemão na Red Bull, fez mais elogios ao circuito sul-coreano, embora não tenha maiores objetivos na F1 e esteja prestes a deixar a categoria, o que ocorrerá ao final desta temporada. "Eu gosto do traçado do circuito na Coreia. A pista tem alguns trechos desafiadores e algumas boas curvas. O último setor, em particular, é divertido porque tem um fluxo legal e os muros estão muito próximos, então você tem de ser muito preciso", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.