Vettel vence na Malásia, e Massa assume liderança

O alemão Sebastian Vettel conquistou finalmente sua primeira vitória na temporada da Fórmula 1, no GP da Malásia, neste domingo, depois de ter problemas nas duas primeiras corridas do ano, nas quais largou na pole. Seu companheiro de Red Bull, o australiano Mark Webber, ficou em segundo, seguido do alemão Nico Rosberg, da Mercedes.

AE, Agência Estado

04 Abril 2010 | 07h32

O brasileiro Felipe Massa também se destacou no circuito de Sepang, ao alcançar a liderança isolada do campeonato, com o sétimo lugar na prova. Ele chegou aos 39 pontos e superou o espanhol Fernando Alonso, seu companheiro de Ferrari, e o próprio Vettel, ambos com 37.

Ao contrário do treino de sábado, a corrida deste domingo foi marcada pelo tempo estável, sem chuvas. Com a pista seca, Jenson Button, que largou em 17.º, Alonso, 19.º, Hamilton, 20.º, e Massa, 21.º protagonizaram um grande espetáculo, com várias ultrapassagens e boas disputas entre si.

Os ingleses esquentaram a disputa interna da McLaren com uma boa briga já na largada e principalmente na volta 29, na saída dos boxes - quando o campeão mundial de 2008 parou por apenas 3s5. Depois disso ainda teve duelo entre Massa e Button - com vantagem para o brasileiro, que fez grande ultrapassagem -, e com Alonso, quando o inglês conseguiu se defender do espanhol - inclusive na penúltima volta.

O problema para Alonso, que brigava pelo oitavo lugar e por três pontos que lhe manteriam no topo da classificação de pilotos, é que o motor de sua Ferrari explodiu após "espalhar" na pista e tomar o drible de Button. Dessa forma, o espanhol abriu caminho para Massa alcançar a liderança da classificação.

A disputa por posições na corrida gerou a Hamilton uma bandeira de advertência por mudar sua linha de aceleração mais de uma vez para evitar que o russo Vitaly Petrov (Renault) o ultrapassasse. Petrov chegou a dar um "x" no adversário durante a disputa, mas acabou abandonando a corrida por causa de um problema no seu carro.

O alemão Michael Schumacher teve que assistir à disputa dos boxes. Ele voltou a ter problemas no carro e abandonou ainda na primeira metade da corrida, dessa vez com uma falha na roda traseira. O heptacampeão mundial teve que se contentar em torcer pelo companheiro de equipe, Nico Rosberg, que largou em terceiro e conseguiu confirmar a posição ao final da corrida.

Rubens Barrichello, que saiu da sétima posição, teve problemas na largada e caiu para o 17.º lugar. O brasileiro, que chegou a fazer duas paradas nos boxes, conseguiu recuperar algumas colocações, mas terminou a prova sem pontuar, no 12.º lugar.

Lá na frente, Mark Webber poderia até ter vencido a prova, mas teve problemas na pistola da roda dianteira direita, durante o pit stop. Dessa forma, viu o companheiro Vettel assumir de vez a ponta - que já tinha garantido logo na largada - e não sair mais de lá, vencendo com relativa tranquilidade.

No pelotão do fundo, Bruno Senna (Hispania) e Lucas Di Grassi (Virgin) enfim tiveram um dia de corrida. Conseguiram completar a prova, conseguindo ultrapassagens, como a de Senna sobre Jarno Trulli, da Lotus. Os dois, contudo, terminaram a prova com voltas atrás do líder - Di Grassi faturou uma honrosa 14.ª colocação. A evolução significa alívio para as duas equipes novatas, após três etapas e quase nada de treinos.

A próxima etapa, a quarta do ano, será disputada na China, em 18 de abril, na última prova antes do início da "temporada europeia", na Espanha (09/05).

Confira a classificação final do GP da Malásia:

1.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 56 voltas, 1h33min48s412

2.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), a 4s849

3.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 13s504

4.º - Robert Kubica (POL/Renault), a 18s589

5.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), a 21s059

6.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), a 23s471

7.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 27s068

8.º - Jenson Button (ING/McLaren), a 37s918

9.º - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), a 1min10s602

10.º - Nico Hulkenberg (ALE/Williams), a 1min13s399

11.º - Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), a 1min18s938

12.º - Rubens Barrichello (BRA/Williams), a 1 volta

13.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 2 voltas

14.º - Lucas Di Grassi (BRA/Virgin), a 3 voltas

15.º - Karun Chandhok (IND/HRT), a 3 voltas

16.º - Bruno Senna (BRA/HRT), a 4 voltas

17.º - Jarno Trulli (ITA/Lotus), a 5 voltas

Não terminaram a corrida:

Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), volta 46, abandono

Vitaly Petrov (RUS/Renault), volta 32, abandono

Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), volta 12, abandono

Michael Schumacher (ALE/Mercedes), volta 9, quebra

Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), volta 8, quebra

Timo Glock (ALE/Virgin), volta 2, quebra

Pedro de la Rosa (ESP/Sauber), não largou, quebra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.