Vice-líder do Mundial, Vettel perderá 10 posições no grid dos EUA

Lewis Hamilton se aproximou do tricampeonato da Fórmula 1 nesta quinta-feira com a revelação do próprio Sebastian Vettel de que sofrerá punição no grid do GP dos Estados Unidos, em razão de trocas na unidade de potência de sua Ferrari. O alemão deve perder ao menos dez posições, assim como seu companheiro de equipe, o finlandês Kimi Raikkonen, pelo mesmo motivo.

Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2015 | 17h41

"Vamos encarar essa punição de dez colocações por causa de um novo motor nesta corrida. Mas isto já estava programado pela equipe", declarou Vettel, sem se abalar com o importante revés. "Não é um grande segredo e nenhuma surpresa para nós. Este já era o plano para que estivéssemos na melhor situação possível em cada etapa da temporada."

A punição poderá ser decisiva para a definição do título do Mundial de Pilotos porque o líder Lewis Hamilton exibe vantagem de 66 pontos, disparado na primeira colocação. Se Vettel quiser evitar o título antecipado de Hamilton, com três etapas de antecedência, terá que chegar ao menos em segundo lugar na corrida de domingo. Isso caso o inglês vença a prova.

Com a punição, que deve custar ao menos dez posições no grid, o alemão terá mais trabalho para evitar o tricampeonato do rival da Mercedes.

A Ferrari resolveu mudar os motores de Vettel e Raikkonen para fazer testes, já visando a próxima temporada da F1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.