Villeneuve critica pilotos da atual Fórmula 1: 'filhinhos de papai'

O canadense Jacques Villeneuve disparou contra os pilotos da Fórmula 1 nesta quinta-feira, às vésperas do GP a ser disputado em seu país natal. O campeão mundial de 1997 criticou a irresponsabilidade de alguns pilotos, citando inclusive o brasileiro Bruno Senna, e chamou a atual geração de "filhinhos de papai".

AE, Agência Estado

07 de junho de 2012 | 18h40

Para Villeneuve, a nova geração "esqueceu" que a categoria é muito perigosa e tem se arriscado demais em manobras irresponsáveis. "Parece que todo mundo esqueceu de como a F1 é perigosa. Estão achando que é vídeo game. E não é. É muito, muito perigoso", alertou, em entrevista ao site "Sky Sports", antes de citar Bruno Senna como exemplo de atitude imprudente.

"Quando você vê o que o Bruno Senna fez em Barcelona, parece que ele está disputando outra corrida. Ele estava muito devagar, bloqueando outros pilotos que estavam brigando por pontos. Este não é um jeito inteligente de guiar o carro. Você está errado ao fazer um desvio para o lado", afirmou o ex-piloto, se referindo ao choque de Bruno com Michael Schumacher no GP da Espanha.

Na ocasião, o brasileiro mudou duas vezes de direção, enquanto se defendia das investidas do alemão, até que Schumacher acertou sua traseira. O acidente tirou os dois pilotos da prova. No entanto, somente o alemão foi punido ao fim da corrida.

Para Villeneuve, os jovens pilotos não aprenderam a respeitar os rivais nas disputas dentro da pista. "Há 20 ou 30 anos, o risco de morte era muito maior. Então, os pilotos não arriscavam a vida dos demais. Havia muito respeito e isso era senso comum. Eles deram duro para chegar lá. Tiveram que suar para estar lá. Não eram filhinhos de papai como os pilotos de agora. Estão pilotando carros de F1, mas ainda são crianças", alfinetou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.