Villeneuve não aceita reduzir salário

Jacques Villeneuve, da BAR, mandou um recado claro ao diretor da equipe, David Richards, que pretende reduzir seu salário. "Eu tenho um contrato assinado para 2003. Essa é a verdade. Ninguém até agora me procurou para oferecer nada de diferente." Além de ganhar muito, estima-se US$ 15 milhões por ano, nesta quinta vazou a informação de que o acordo com o time prevê valores ainda maiores para o próximo Mundial, daí Richards se manifestar. Quem assinou o documento foi Craig Pollock, ex-empresário de Villeneuve e ex-diretor-geral da BAR. "Quero usar parte desse dinheiro para desenvolver o carro da equipe", afirmou Richards.

Agencia Estado,

15 Agosto 2002 | 15h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.