Viñales segue na frente e é o mais rápido dos treinos livres de sexta na MotoGP

Espanhol de 22 anos consegue marca de 1min54s834

O Estado de S.Paulo

24 de março de 2017 | 17h46

O espanhol Maverick Viñales ainda não encontrou adversários à altura neste início de caminhada da MotoGP em 2017. Considerado a principal promessa da categoria, o piloto de 22 anos foi novamente o mais veloz nos treinos livres desta sexta-feira para a etapa do Catar, que será realizada em Doha, no domingo, e abre o calendário do campeonato.

Viñales já havia sido o mais veloz na pista no primeiro treino livre em Doha, na última quinta-feira, com o tempo de 1min54s316. Nesta sexta, ele não conseguiu superar esta marca, a melhor até o momento, mas voltou a terminar o dia na frente ao conseguir 1min54s834 em sua melhor volta.

O espanhol já havia mostrado sua velocidade nos testes de pré-temporada. Ele foi o mais rápido em todas as quatro sessões realizadas neste início de ano, no próprio Catar, na Espanha, na Malásia e na Austrália. No fim do ano passado, Viñales deixou a Suzuki e foi para a Yamaha, equipe que promete colocá-lo na briga por seu primeiro título da MotoGP.

Além de Viñales, somente mais um piloto foi capaz de completar uma volta abaixo da casa dos 1min55s nesta sexta: o italiano Andrea Iannone. Depois de deixar a Ducati para ser justamente o substituto do espanhol na Suzuki, o piloto foi veloz na segunda sessão do dia e obteve a marca de 1min54s848.

Quem não esteve em dia inspirado foi o espanhol Marc Márquez. Atual campeão e maior sensação da categoria, o piloto tem o terceiro melhor tempo dos treinos livres até o momento, com 1min54s912 obtido na quinta, mas nesta sexta decepcionou. Foi apenas o nono pela manhã, com 1min55s698, e o sétimo à tarde, com 1min55s296.

Pela manhã, aliás, o britânico Scott Redding surpreendeu e foi o mais veloz da sessão, com 1min55s085, seguido pelo italiano Andrea Dovizioso e o alemão Jonas Folger, que faz sua temporada de estreia na categoria. Mas à tarde, nenhum deles manteve o ritmo.

Além de Márquez, outra grande decepção ficou por conta de Valentino Rossi. O italiano, multicampeão da MotoGP, segue enfrentando dificuldades com sua Yamaha e é somente o décimo mais veloz dos treinos livres até o momento. Nesta sexta, ele foi o sexto pela manhã, com 1min55s414, e apenas o 13.º à tarde, com 1min55s790.

Campeão em 2015 e candidato à briga pelo título com Márquez e Viñales, Jorge Lorenzo não foi superior a Rossi. Na primeira sessão, foi o oitavo colocado, com a marca de 1min55s604, e na segunda terminou em nono, com 1min55s461.

Os pilotos da MotoGP voltam à pista em Doha no sábado para mais um treino livre. A partir das 14h35 (horário de Brasília), acontecerá o treino classificatório. A etapa do Catar está marcada para domingo, às 15 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.