Jo Yong-Hak/Reuters - 3/10/2010
Jo Yong-Hak/Reuters - 3/10/2010

Virgin anuncia Jerome D'Ambrosio para vaga de Di Grassi em 2011

Piloto belga será o parceiro do alemão Timo Glock na equipe na próxima temporada da Fórmula 1

AE, Agência Estado

21 de dezembro de 2010 | 10h17

A Virgin anunciou nesta terça-feira que o piloto belga Jerome D'Ambrosio será o parceiro do alemão Timo Glock na equipe na temporada 2011 da Fórmula 1. Assim, ele assumirá a vaga do brasileiro Lucas di Grassi, que correu pela escuderia em 2010 e está com o seu futuro indefinido após a temporada de estreia na principal categoria do automobilismo.

D'Ambrosio, de 25 anos, participou dos treinos livres de sexta-feira pela Virgin no GPs de Cingapura, Japão, Coreia do Sul e Brasil em 2010. Além disso, ele correu nos testes de jovens pilotos realizados em Abu Dabi logo após o encerramento da temporada. "Estou emocionado por ter alcançado meu objetivo de conseguir um lugar na Fórmula 1 com a Marussia Virgin Racing", disse D'Ambrosio, que também foi pilotos de testes e reserva da Renault em 2010.

"Quando eu vim para a equipe em setembro deste ano era tudo que eu poderia esperar. Eu tive uma dura prova para concluir, porque havia muita concorrência por esse lugar, mas ao mesmo tempo me dava bem com a equipe e senti que tinha encontrado a minha casa. Eu me sinto muito à vontade com eles, eles são pessoas extremamente profissionais e ambiciosas e é emocionante pensar que eu possa ser uma parte do futuro da equipe", afirmou o belga, que participou do campeonato da GP2 em 2010 e terminou na 12ª colocação, com uma vitória.

John Booth, chefe da Virgin, agradeceu Di Grassi pelo trabalho desempenhado em 2010. "Devo agradecer a Lucas di Grassi pelo papel importante que ele também desempenhou na criação do time. Ele contribuiu muito para o nosso desenvolvimento e desejamos a ele todo sucesso no futuro da sua carreira, o que, tenho certeza, será excitante", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.