Marcelo del Pozo/Reuters
Marcelo del Pozo/Reuters

Virgin deixa treino precocemente por falta de peças

Asas dianteira do carro quebrou e equipe ainda aguarda a chegada de equipamento para reposição

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2010 | 11h54

A equipe Virgin teve que encerrar precocemente a sua participação nos testes desta quinta-feira da Fórmula 1 no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha. A escuderia novata abandonou o treino antes do final por conta da falta de peças de reposição.

Timo Glock treinava nesta manhã em Jerez quando a asa dianteira de sua Virgin se soltou, o que causou a paralisação do treino para a limpeza da pista. O piloto alemão retornou aos boxes e encerrou a sua participação, já que a equipe não tinha peças para consertar o problema.

"Infelizmente, estamos sem uma ou duas peças reservas, que deverão chegar esta noite, então não será possível correr no resto do dia", explicou Nick Wirth, diretor-técnico da equipe Virgin, em nota oficial.

Glock conseguiu completar 11 voltas nesta quinta-feira em Jerez e deu apenas cinco na quarta, quando a Virgin se tornou a primeira equipe novata a participar de um treino da Fórmula 1. O brasileiro Lucas di Grassi vai treinar com o carro da escuderia na sexta-feira e no sábado.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1VirginTimo Glock

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.