Volks volta a negar ingresso na F-1

A direção da Volkswagen voltou a negar que tenha alguma intenção de ingressar na Fórmula 1. Em nota oficial distribuída neste domingo, o presidente do consórcio alemão, Bernd Pischetsrieder, foi taxativo. "Posso garantir que pelos próximos cinco anos, o assunto não será tema em nossa agenda?, disse o executivo. Na semana passada muito se especulou sobre a possibilidade de a Volks estar por trás da compra da Prost GP, equipe que estava sob intervenção judicial por acumular dívidas de US$ 30 milhões. Para isso, usaria a sua filial Skoda. Segundo o dirigente, essas informações não procedem. A negativa, no entanto, não significa que a fabricante de automóveis não tenha projetos para a principal categoria do automobilismo mundial. Cinco anos foi o tempo definido pelas empresas construtoras - BMW, DaimlerChrysler, Fiat, Ford e Renault - para concretizar os planos de criar uma competição paralela na F-1.

Agencia Estado,

10 Março 2002 | 14h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.