Webber festeja demissão de Pizzonia

Enquanto Antonio Pizzonia se dizia nesta terça-feira ?chocado? por sua demissão da Jaguar em plena temporada da Fórmula 1, seu ex-companheiro, o australiano Mark Webber, não conseguia esconder a satisfação pela degola do brasileiro. Ele admitiu com todas as letras que não tinha um bom relacionamento com o amazonense e torcia por sua saída do time. Pizzonia revelou sua indignação por meio de um curto comunicado. ?A decisão repentina da Jaguar em não me permitir continuar como piloto titular da equipe na Fórmula 1 foi um choque para mim. Minhas performances melhoraram ao longo da temporada?, declarou. Também confirmou ter recusado a posição de piloto reserva e testes que lhe foi oferecida pela equipe e disse que ?refletir sobre o acontecido e decidir qual o melhor caminho a seguir?. O amazonense admitiu ter ?intenção total? de continuar sua carreira na F-1, interrompida após 11 GPs e nenhum ponto marcado. Há uma possibilidade de ele voltar a ser piloto de testes da Williams. Pizzonia também pode, por meio de seus advogados, processar a Jaguar por quebra de contato. Comemoração - Já Webber ficou feliz da vida com a saída de Pizzonia, trocado pelo inglês Justin Wilson. Ele disse que não tinha bom relacionamento com o ex-companheiro e culpou o estilo ?rude? do brasileiro pilotar na tentativa de demonstrar que era veloz pela deterioração da relação. ?Não é bom para a equipe, mas tenho de admitir que gostaria de vê-lo fora (da Jaguar) toda vez que estávamos na pista?, disse Webber, que no domingo no GP da Grã-Bretanha, foi facilmente ultrapassado pelo brasileiro. O australiano afirmou que sofreu para conseguir ter um relacionamento com Pizzonia e defendeu a Jaguar, dizendo que a equipe fez de tudo, nos treinos extras de sexta-feira para que o brasileiro apresentasse bom rendimento. ?Acho que fizeram o que estava ao alcance para ajudá-lo?, disse Webber, que tem contrato com a Jaguar até 2005. Ele fez apenas uma declaração ?favorável? ao ex-companheiro: garantiu acreditar que, no futuro, Pizzonia poderá se tornar um piloto de nível.

Agencia Estado,

22 de julho de 2003 | 18h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.