Webber vence, e Alonso é o 2.º no GP da Espanha

O australiano Mark Webber, da Red Bull, confirmou o favoritismo neste domingo e faturou o GP da Espanha, no circuito de Barcelona. O espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, chegou em segundo, à frente do alemão Sebastian Vettel, também da Red Bull. O brasileiro Felipe Massa terminou a corrida em sexto lugar.

AE, Agência Estado

09 Maio 2010 | 11h15

Apesar do bom momento da Red Bull na temporada, as primeiras posições da corrida deste domingo foram definidas nas últimas voltas. Sem exibir grande atuação, Alonso herdou a segunda colocação graças aos problemas de Vettel e Lewis Hamilton, que parou na última volta. O inglês ocupava a segunda posição.

Também beneficiado com o abandono de Hamilton, Schumacher conseguiu seu melhor resultado em seu retorno à Fórmula 1. Terminou em quarto lugar, à frente do companheiro Nico Rosberg, da Mercedes, pela primeira vez em uma corrida neste ano. O inglês Jenson Button ficou em quinto, seguido de Massa.

Com o resultado deste domingo, Button se manteve na liderança geral do campeonato, com 70 pontos. Alonso saltou para a segunda posição, com 67. Vettel, com 60, e Webber, com 53, completam as primeiras colocações. Massa ocupa o sétimo lugar, com os mesmos 49 pontos de Lewis Hamilton, sexto colocado.

Neste domingo, Webber não teve maiores dificuldades para faturar sua primeira vitória na temporada. Mais rápidos nos treinos, os carros da Red Bull não decepcionaram na largada. Webber saiu bem e, apesar das investidas de Vettel e Hamilton, se defendeu com firmeza e segurou a primeira posição. Alonso tentou entrar na briga pela ponta logo na primeira curva, mas perdeu espaço.

Assim, os quatro primeiros colocados garantiram suas colocações e começaram a se distanciar dos demais pilotos. Após assegurar a liderança, Webber aumentou o ritmo e se superava a cada volta, estabelecendo os melhores tempos da corrida 1min27s608, 1min26s655 e 1m25s920.

Massa teve boa largada e ganhou duas posições antes de completar a primeira volta. Pulou da nona para a sétima colocação, logo atrás de Schumacher. A situação só começou a mudar a partir da 14.ª volta, quando os pilotos foram para os boxes colocar pneus duros.

Vettel foi o mais lento na parada e não conseguiu manter sua posição. Chegou a disputar a segunda colocação com Hamilton, após a saída dos boxes, mas acabou caindo para terceiro.

Também na saída dos boxes, Button e Schumacher iniciaram boa briga pela quinta posição. O experiente alemão se defendia bem, enquanto o rival aproveitava um novo dispositivo da McLaren para investir contra o heptacampeão nas retas.

Em sétimo, Massa seguia na cola dos dois pilotos. O brasileiro, porém, foi surpreendido pelo carro retardatário de Karun Chandok e acabou tocando o bico da sua Ferrari na traseira do piloto da Hispania, o que atrasou sua aproximação para brigar com Button e Schumacher.

O piloto da Ferrari chegou a cogitar ir para os boxes para trocar o bico, mas conseguiu contornar o problema na asa dianteira e se manteve próximo a Button. Enquanto isso, os primeiros colocados abriam vantagem lá na frente. A diferença entre Alonso, quarto colocado, e Schumacher chegava a 12s4.

Mais à frente, Vettel começou a andar mais rápido. Marcou uma boa volta, com 1min26s878, e iniciou a aproximação a Hamilton. Webber, porém, continuava liderando com folga cada vez maior. Chegou a ter 15s de vantagem sobre o segundo colocado.

Vettel, porém, não conseguiu colar em Hamilton e ainda teve que enfrentar um problema nos freios, que o levou para a caixa de brita, faltando dez voltas para o fim da corrida. O alemão precisou fazer nova parada nos boxes para trocar o pneu dianteiro esquerdo, e acabou voltando atrás de Alonso, que herdou a terceira colocação.

O espanhol ainda foi beneficiado pela saída de Hamilton na última volta. O piloto da McLaren teve o pneu dianteiro esquerdo furado e se despediu da corrida, sem pontuar.

Rubens Barrichello conseguiu um bom resultado neste domingo, após largar da 17.ª colocação. Em uma largada muito boa, ele saltou para 12.º ainda nas primeiras curvas. Aos poucos, foi galgando posições e terminou a prova em nono.

Bruno Senna surpreendeu ao ganhar boas posições logo na saída. No entanto, não conseguiu segurar o carro em uma curva de alta velocidade e foi parar na caixa de brita, antes de completar a primeira volta. Lucas di Grassi conseguiu completar a prova, mas teve desempenho discreto. Terminou o GP da Espanha na 19.ª e última colocação.

A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada na semana que vem, no dia 16, nas ruas do principado de Mônaco.

Confira a classificação final do GP da Espanha:

1.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), 1h35min44s101

2.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 24s

3.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 51s3

4.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 62s1

5.º - Jenson Button (ING/McLaren), 63s7

6.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), 65s7

7.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), 72s9

8.º - Robert Kubica (POL/Renault), 73s6

9.º - Rubens Barrichello (BRA/Williams), 1 volta

10.º - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), 1 volta

11.º - Vitaly Petrov (RUS/Renault), 1 volta

12.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), 1 volta

13.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1 volta

14.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), 2 voltas

15.º - Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), 2 voltas

16.º - Nico Hulkenberg (ALE/Williams), 2 voltas

17.º - Jarno Trulli (ITA/Lotus), 2 voltas

18.º - Timo Glock (ALE/Virgin), 3 voltas

19.º - Lucas di Grassi (BRA/Virgin), 4 voltas

Não completaram:

Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 24 voltas

Karun Chandhok (IND/Hispania), 39 voltas

Pedro de la Rosa (ESP/Sauber), 48 voltas

Bruno Senna (BRA/Hispania), 66 voltas

Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), 66 voltas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.