Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Wehrlein fica fora do GP da Austrália e é substituído por italiano na Sauber

Equipe suíça anuncia que o britânico não reúne condições para disputar a prova de abertura da temporada 2017

Estadao Conteudo

24 de março de 2017 | 23h26

Pascal Wehrlein não vai fazer a sua estreia pela Sauber no GP da Austrália, marcado para domingo, no circuito de Melbourne. Nesta sexta-feira, a equipe suíça anunciou que o britânico não reúne condições para disputar a prova de abertura da temporada 2017 da Fórmula 1 e será substituído pelo italiano Antonio Giovinazzi já a partir do terceiro treino livre do fim de semana da corrida.

Wehrlein participou dos dois treinos livre de sexta-feira, mas a equipe anunciou que ele não se sentiu apto o suficiente para disputar uma corrida completa, citando um "déficit de treinamento".

"Meu nível físico não está como deve ser para uma corrida completa", disse Wehrlein em um comunicado divulgado pela Sauber. "Eu expliquei a situação à equipe ontem à noite (noite de sexta no horário australiano). Portanto, a Sauber decidiu não correr quaisquer riscos. É uma pena, mas a melhor decisão para a equipe".

Wehrlein completou 22 voltas na primeira sessão de treinos no Circuito de Albert Park e 30 na segunda, cravando o 18º tempo mais rápido em cada sessão, que teve a participação de 20 carros.

A chefe da Sauber, Monisha Kaltenborn, disse que respeitava o profissionalismo do piloto alemão de 22 anos. Marcus Ericsson conduziu o outro carro de Sauber para a 15ª posição em ambas as sessões de treino livre.

"Esta decisão definitivamente não foi fácil para ele, e mostrou suas qualidades como um cara de equipe", disse Monisha. "O foco está agora em sua condição física, e em tal situação não correremos quaisquer riscos desnecessários. Pascal vai estar na China como planejado".

O GP da China, a segunda das 20 provas da temporada 2017, será disputado no fim de semana de 7 a 9 de abril em Xangai. Na sua estreia na Fórmula 1 em 2016, ele conseguiu o décimo lugar na Áustria, com o carro da Manor, como o seu melhor resultado.

Tudo o que sabemos sobre:
VelocidadeFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.