Arquivo/AE
Arquivo/AE

Whitmarsh crê que erro com Hamilton não custou vitória

'Acho que não fomos rápidos o bastante na corrida como deveríamos ter sido', resume o chefão da McLaren

EFE

23 de agosto de 2009 | 13h48

VALÊNCIA - O executivo-chefe da McLaren, Martin Whitmarsh, disse acreditar que o erro da escuderia no segundo pit stop do inglês Lewis Hamilton não custou sua vitória no Grande Prêmio da Europa de Fórmula 1, vencido neste domingo pelo brasileiro Rubens Barrichello, da Brawn GP.

Veja também:

linkBarrichello é perfeito e vence o GP da Europa

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Os mecânicos da McLaren não estavam com os pneus novos preparados para a parada de Hamilton, o que fez o inglês perder a liderança da prova, disputada no circuito de rua da cidade espanhola de Valência.

"Acho que não fomos rápidos o bastante na corrida como deveríamos ter sido. Rubens Barrichello tinha mais combustível do que nós e obteve uma grande vantagem", comentou Whitmarsh.

"Tentamos dar uma volta extra, mas quando tentamos avisar Lewis, já era tarde, ele estava entrando em boxes e os mecânicos ainda não tinham os pneus a postos. Isso nos custou um ou dois segundos, mas acho que isso não influiu no resultado final da corrida", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.